Emissões de gases de efeito estufa e estoque de carbono em função da calagem e do preparo do solo na cana-de-açúcar

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-10-08

Autores

Gonçalves, Ana Stella Freire

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A crescente mecanização nas áreas de cultivo de cana-de-açúcar eleva a compactação do solo, reduzindo o crescimento radicular, a produtividade e a longevidade do canavial. O preparo profundo do solo em faixa e controle de tráfego podem resultar no melhor enraizamento, aproveitamento de água e nutrientes, com consequente aumento da produção de biomassa, principalmente quando acompanhado de calagem adequada. Contudo, essa técnica altera as entradas e as saídas de carbono (C) no solo, podendo afetar os estoques e balanço de C no sistema solo-planta-atmosfera. Objetiva-se com este trabalho avaliar, em área de cultivo de cana-planta, o efeito dos diferentes preparos de solo e dose de calcário aplicados, bem como a interação entre esses fatores, na resposta ao estoque de C do solo, na qualidade da matéria orgânica (MOS) formada, nas emissões de gases de efeito estufa (GEE) e na produtividade de colmos (TCH) e produção de açúcar, estimando o balanço de C no sistema solo-planta-atmosfera. Para tanto, foi realizado um experimento em solo de textura média, utilizando-se o delineamento experimental em blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas, com quatro repetições. As parcelas foram constituídas por diferentes sistemas de preparo do solo (convencional, profundo e profundo modificado) e as subparcelas, por doses de calcário (0, 1, 2 e 3 vezes a dose recomendada). Os dados foram submetidos à análise de variância (p≤0,05) e comparados pelo teste LSD (p≤0,05) no caso das variáveis qualitativas, e por meio de análise de regressão, no caso de efeito das doses de calcário. Observou-se que o sistema de preparo profundo em faixas, com a aplicação de doses de calcário mais elevada do que a recomendada, promove uma maior emissão de CO2, mas em contrapartida garante um maior aporte de C via biomassa aérea e radicular, além de maior produtividade do canavial, o que consequentemente, reduz a emissão relativa de GEE. Logo, estudos envolvendo o sistema de preparo profundo em faixas, aliado ao ajuste das recomendações das doses calcário para o Estado de São Paulo, pode ser uma estratégia para sequestrar C em áreas de cultivo de cana-planta.
The increase in mechanization in the sugarcane cultivation areas increases soil compaction and reduces root growth, productivity, and longevity of the sugarcane field. The deep soil preparation in planting band and traffic control can result in better rooting and water and nutrient use with a consequent increase in biomass production, especially when accompanied by adequate liming. However, this technique alters carbon (C) input and output in the soil and can affect the C stock and balance in the soil–plant–atmosphere system. In an area of cane-plant cultivation, this study aimed to evaluate the effect of different soil preparations and dose of science calculation, as well as an interaction between these factors, in the response to the soil C stock, in the organic matter (MOS) formed quality, in the greenhouse gases emissions (GHG) and in stalk productivity (TCH) and sugar production, estimating the C balance in the soil-plant-atmosphere system. To this end, an experiment was carried out on medium textured soil, using a randomized block design, in a split plot scheme, with four replications. The plots consisted by different soil tillage systems (conventional tillage, deep tillage and deep tillage modified) and the subplots by limestone doses (0, 1, 2 and 3-times the recommended dose). The data were subject to variance analysis (p ≤ 0.05) and compared by the least significant difference (LSD) test (p ≤ 0.05) in the case of qualitative variables and by means of regression analysis in the case of the limestone dose-related effect. Deep soil preparation in the planting band in conjunction with application of lime doses higher than the recommended values promotes a higher CO2 emission, but on the other hand guarantees a greater C supply via aerial and root biomass, ensuring greater cane field productivity and consequently, less relative GHG. Therefore, studies involving the deep banded preparation system, combined with the adjustment of limestone dose recommendations for the State of São Paulo, may be a strategy for sequestering C in plant-cane cultivation areas.

Descrição

Palavras-chave

Sacharum spp., Controle de tráfego, Dióxido de carbono, Metano, Óxido nitroso, Calcário, Traffic control, Carbon dioxide, Methane, Nitrous oxide, Limestone

Como citar