Educação ambiental e a construção da cidadania: agenda 21 escolar - um caminho?

Imagem de Miniatura

Data

2008-09-04

Autores

Orsi, Caroline Pinto de Oliveira [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O desenvolvimento deste trabalho partiu do seguinte questionamento: a educação ambiental (EA) tem contribuído para a construção da cidadania? Consideramos que a EA pode contribuir para a efetivação de transformações sociais ao colaborar para a formação de sujeitos autônomos/cidadãos. Embora reconheçamos que as escolas brasileiras apresentem muitas condições desfavoráveis para a concretização de tais práticas, interessava-nos investigar suas possibilidades. Procurando conhecer iniciativas nesse sentido nas escolas, elegemos para nossa investigação a proposta de construção da Agenda 21 Escolar. Com base na abordagem qualitativa de pesquisa, objetivamos identificar a perspectiva de EA presente em dois documentos oficiais que se referem ao desenvolvimento da proposta de interesse – “Formando COM-VIDA: Construindo Agenda 21 na Escola” (MMA/MEC) e “Água Hoje e Sempre: Consumo Sustentável” (SEE/SP). Objetivamos também analisar o encaminhamento dessa proposta até as escolas da rede estadual paulista de ensino, verificando se tais documentos e seu encaminhamento colaboraram para a construção da cidadania dos educandos. Por meio da análise de conteúdo dos documentos oficiais, identificamos alguns limites e possibilidades referentes à contribuição para essa construção. Já por meio da análise de conteúdo das entrevistas estruturadas realizadas junto a diversos atores ligados ao desenvolvimento da proposta, identificamos diferentes aspectos ligados aos contextos de produção das políticas curriculares, às quais a proposta está vinculada. Entre eles, destacam-se: o longo percurso que a proposta percorreu até sua concretização junto aos alunos, a ênfase no documento estadual na Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, o caráter autoritário de seu encaminhamento, as resistências...
The starting point of this work was the following question: has the environmental education (EE) contributed to build citizenship? We argue that EE can contribute to put into effect social changes since it plays a role in the education of independent human subjects/citizens. Although we're aware of the poor conditions of Brazilian schools and the difficulties to carry out EE practices, we aimed to investigate their possibilities. Searching to know about some initiatives of this kind in schools, we chose to organize the School Agenda 21. Based on a qualitative approach, our aim was to identify the EE perspective present in two official documents concerning the School Agenda 21 – “Educating WITH-LIFE: Organizing the Agenda 21 in Schools” (MMA/MEC) and “Water Today and Always: Sustainable Consumption” (SEE/SP). We also analysed how this purpose was forwarded to the public schools in the São Paulo State, checking if such documents and the way they were forwarded collaborated to build the students' citizenship. By doing the content analysis of the official documents, we identified some limits and possibilities related to the contribution for this building. As for the content analysis of the structured interviews carried out with many social actors related to the development of the purpose, we identified different aspects concerning the context of production of curricular policies, to which the purpose is linked. We point out some of them: the long path taken until the purpose was finally applied to the students, the emphasis given to the State document at the São Paulo State Secretariat for Education, the authoritarian way by which it was forwarded, and the oppositions, reinterpretations and adaptations made. Therefore, we discuss the necessity of deep changes in the structure of public schools, such as helping... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Educação ambiental, Environmental education

Como citar

ORSI, Caroline Pinto de Oliveira. Educação ambiental e a construção da cidadania: agenda 21 escolar - um caminho?. 2008. 161 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2008.