Efeito de 9 meses de modalidades de lutas na aptidão física de crianças e adolescentes de baixa renda atendidos pelo projeto de extensão

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015-08-27

Autores

Sousa, Daniel Eduardo Rodrigues de [UNESP]
Saraiva, Bruna Thamyres Ciccotti [UNESP]
Costa Júnior, Paulo [UNESP]
Suetake, Vinicíus Yukio Botelho [UNESP]
Anheschivich, Augusto Tavares [UNESP]
Costa Júnior, Inacio Evaristo [UNESP]
Batista Júnior, Marco Aurélio [UNESP]
Chiullo, Priscila Fernanda Helbe [UNESP]
Silva, Juliana Pessi da [UNESP]
Lopes, Bruna da Silva [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Introduction: Physical fitness is closely related to the health of an individual, especially in the prevention of hypokinetic and chronic degenerative disease, a good physical fitness in adolescence has repercussions throughout life. Objective: In this way the objective of the study was to analyze the effects of nine months of practical fights in physical fitness of low-income children and adolescents. Methods: We conducted anthropometric measurements in a sample of 44 children and adolescents of both sexes, also the oxygen consumption test by 1 mile test, as well the shuttle-run test to evaluate agility; the strength was measured by pulling in suspension test in the modified bar and classes struggles were given 2 times a week accompanied subjective Borg effort scale. Results: It was observed that boys had higher VO² values, strength and agility. Practitioners of judo and muay thai, in general, increased its volume of oxygen when compared to the control group decreased this value. By comparing the three groups there was no significant increase in strength, but by observing the muay-tai group noted 33% increase of the strength of the practitioners, and decrease time to shuttle-run test. Conclusion: We conclude that the practice of muay-thai provided strength and agility improvements in low-income children and adolescents when compared to control groups and judo.
Introdução: A aptidão física está intimamente relacionada com a saúde de um indivíduo, principalmente na prevenção de doenças hipocinéticas e crônico degenerativas, uma boa aptidão física na adolescência repercute ao longo de toda a vida. Objetivo: Dessa forma o objetivo do estudo foi analisar os efeitos de 9 meses da prática de lutas na aptidão física de crianças e adolescentes de baixa renda. Métodos: Foram realizadas avaliações antropométricas em uma amostra composta de 44 adolescentes de ambos os sexos, também o teste de consumo de oxigênio através do teste de 1 milha, assim como o teste de shuttle-run para avaliar a agilidade; a força foi aferida através do teste de puxada em suspensão na barra modificada e as aulas de lutas foram ministradas 2 vezes na semana acompanhada da escala subjetiva de esforço de Borg. Resultados: Observou-se que os meninos possuíam maiores valores de VO², força e agilidade. Os praticantes de judô e muay-thai em geral, aumentaram seu volume de oxigênio quando comparados ao grupo controle que diminuiu esse valor. Ao comparar os 3 grupos não houve aumento significativo de força, porém ao observarmos o grupo muay-tai notamos aumento de 33% da força dos praticantes, e diminuição de tempo no teste de shuttle-run. Conclusão: Conclui-se que a prática do muay-thai proporcionou melhorias de força e agilidade em adolescentes de baixa renda quando comparados aos grupos controle e judô.

Descrição

Palavras-chave

Fights, Physical fitness, Adolescents, Lutas, Aptidão física, Adolescentes

Como citar

8º Congresso de extensão universitária da UNESP, p. 1-4, 2015.