Intervalo de dessecação de Urochloa ruziziensis (R. German & Evrard) Crins e seu efeito alelopático na cultura da soja RR

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-03-25

Autores

Nepomuceno, Mariluce [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A soja [Glycine max (L.) Merrill] é uma importante oleaginosa cultivada no Brasil e vem avançando em novas áreas, incluindo as de pastagens. Problemas quanto à queda de produção são relatados por sojicultores quando utilizam pastagens de Urochloa dessecada com o herbicida glyphosate e imediatamente semeiam a soja. Objetivou-se, por meio de um conjunto de experimentos, avaliar os efeitos de épocas de dessecação de U. ruziziensis (Germain & Evrard) Morr. & Zulaoga, da quantidade da cobertura morta formada e da incorporação ou deposição desta na superfície do solo, sobre a nodulação, desenvolvimento e características produtivas da soja transgênica ‘M-SOY 7908 RR’ no sistema de plantio direto, assim como a extração, isolamento e identificação de substâncias químicas majoritárias de U. ruziziensis com efeito alelopático e a sua possível relação com a precipitação pluvial. Inicialmente, foram conduzidos dois experimentos a campo. Em Colina (SP) foram testadas quatro épocas de dessecação da cobertura vegetal: 30, 20, 10 e 0 dias antes da semeadura (DAS) da soja, enquanto em Jaboticabal (SP) os tratamentos corresponderam a seis épocas de dessecação: 25, 20, 16, 12, 7 e 0 DAS. Nos dois anos agrícolas utilizou-se 1,44 kg e.a. ha-1 do herbicida glyphosate para a dessecação. A dessecação de U. ruziziensis no mesmo dia da semeadura da soja reduziu a altura das plantas, o número de vagens por planta e a produtividade de grãos. A época recomendada para o manejo químico de U. ruziziensis com glyphosate está entre 10 e 20 dias antes da semeadura da soja. Na sequência, foram conduzidos três experimentos sob condições semi controladas, na FCAV-UNESP. No primeiro experimento os tratamentos constituíram da incorporação ou deposição na superfície do solo de três quantidades...
Soybean (Glycine max) is an important oleaginous planted in Brazil that has been cropped in new areas, including pastures. Problems of reducing production have been reported by soybean growers when the crop is immediately sown after dissection of pastures of Urochloa spp. using glyphosate. Developing a set of experiments, the objectives were to evaluate the effects of the burndown timing of U. ruziziensis, the amont of mulch formed, and the incorporation and deposition of mulch onto soil surface on nodulation, development, and yield characteristics of transgenic soybean ‘M-SOY 7908 RR cropped in no-tillage system, as well as to extract, isolate, and identify majority chemical substances from U. ruziziensis with allelopatic effect and to evaluate the possible relation between the allelopatic effect and the rainfall. Initially, two field trials were carried out. In Colina (SP), four burndown timing were tested, being 30, 20, 10, and 0 days before soybean sowing (DBS) and, in Jaboticabal (SP), burndown timing of 25, 20, 16, 12, 7, and 0 DBS was tested. In both seasons, glyphosate was applied at 1.44 kg a.e. ha-1 for U. ruziziensis dissection. Dissection of U. ruziziensis with glyphosate at the same day of soybean sowing reduced plant height, number of pods per plant, and grain yield. Recommended time for U. ruziziensis dissection is between 10 and 20 DBS. In the sequence, three experiments in semicontrolled conditions were carried out at FCAV/UNESP. In the first one, treatments constituted of the incorporation into soil or deposition onto soil surface of three mulch amounts of U. ruziziensis dissected using glyphosate. Treatments, hereafter expressed by T1, T2, and T3, corresponded to 2.5, 5.0, and 10.0 t ha-1 of mulch deposited onto soil surface, respectively, while T4, T5, and T6 corresponded to the same amounts of mulch... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Soja, Alelopatia, Brachiaria ruziziensis, Allelopathy, glyphosate

Como citar

NEPOMUCENO, Mariluce. Intervalo de dessecação de Urochloa ruziziensis (R. German & Evrard) Crins e seu efeito alelopático na cultura da soja RR. 2011. vi, 125 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2011.