Suínos em diferentes fases de crescimento alimentados com milho ou sorgo: desempenho, digestibilidade e efeitos na biodigestão anaeróbia

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-02-20

Autores

Miranda, Adélia Pereira [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Avaliaram-se dietas formuladas com milho ou sorgo para suínos nas fases inicial, crescimento e terminação sobre o desempenho dos animais, digestibilidade dos nutrientes, produção e características de fezes e urina e biodigestão anaeróbia dos dejetos. No ensaio de desempenho não foram verificadas diferenças quanto ao consumo médio diário de ração, ganho médio diário de peso e conversão alimentar. Foi realizado um ensaio de digestibilidade em cada fase de crescimento dos animais utilizando o método de coleta total de fezes, não se observando diferenças para coeficientes de digestibilidade da matéria seca e da energia bruta, coeficiente de metabolizabilidade, energia digestível e metabolizável. Os maiores coeficientes de digestibilidade da proteína bruta e proteína digestível foram verificados nos animais alimentados com dietas à base de milho na fase terminação. Para animais alimentados com dietas formuladas com sorgo foram verificados maiores valores de matéria seca digestível nas fases crescimento e terminação. Verificou-se maior produção média de fezes para animais alimentados com dietas formuladas com sorgo, gerando maiores coeficientes de resíduo. Os maiores teores de sólidos totais e voláteis foram verificados nas fezes de animais alimentados com dieta à base de milho, em todas as fases de crescimento. As concentrações médias dos nutrientes nas fezes e na urina variaram entre os tratamentos e fases. O abastecimento de 20 biodigestores indicou maiores reduções nos teores de sólidos voláteis e maiores produções de biogás quando se utilizaram fezes de suínos alimentados com dietas formuladas à base de milho. As concentrações médias dos nutrientes no afluente e efluente dos biodigestores variaram entre os tratamentos e fases.
There were evaluated diets formulated with corn or sorghum for pigs in the initial stages, growing and finishing on the growth performance of animals, digestibility of nutrients, production and characteristics of feces and urine and anaerobic digestion of pigs manure. In the test of growth performance were not found differences in the average daily consumption of feed, average daily weight gain and feed conversion. There was performed a test of digestibility at each stage of growth of animals using the total collection of feces, no difference was observed for digestibility coefficients of dry matter and gross energy, coefficient to metabolize, digestible and metabolizable energy. The highest rates of digestibility of crude protein and digestible protein were observed in animals fed with diets based on corn in the finishing stage. For animals fed diets formulated with sorghum there were observed higher values of digestible dry matter in growing and finishing phases. There was a greater average production of feces by animals fed with diets based on sorghum, generating higher coefficient of waste. The highest levels of total and volatile solids were found in the feces of animals fed with diets containing corn, in all the stages of growth. The average concentrations of minerals in feces and urine varied among treatments and stages. The supply of 20 anaerobic digesters indicated greater reductions in the volatile solids levels and greater production of biogas when using waste from pigs fed with diets based with corn. The average concentrations of minerals in the affluent and effluent in the anaerobic digesters varied among treatments and stages.

Descrição

Palavras-chave

Digester, feces, Nutrients, Piggery, Suino - Criação, Biodigestor, Fezes, Nutrientes, Resíduo

Como citar

MIRANDA, Adélia Pereira. Suínos em diferentes fases de crescimento alimentados com milho ou sorgo: desempenho, digestibilidade e efeitos na biodigestão anaeróbia. 2009. xxi, 123 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2009.