Irony and reader in The Screwtape Letters by C. S. Lewis

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-07-13

Autores

Scutari, Pâmela Rodrigues

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este estudo analisa a interação interpretativa entre ironia e leitor na ficção satírica The Screwtape Letters, de C. S. Lewis. Partimos do nível afetivo da ironia presente nas cartas do demônio Screwtape, e utilizamos as noções de cooperação interpretativa e funções da ironia de, respectivamente, Umberto Eco e Linda Hutcheon, para, então, discutir a hipótese de que a inversão irônica que estrutura a obra de Lewis não apenas veicula ideias consideradas importantes, em tempos de guerra, pelo autor, mas também gera seu efeito cômico. Assim, a análise de elementos textuais e contextuais que a constituem e refletem a fé cristã e criatividade ficcional de C. S. Lewis revelam que, uma vez que a inversão irônica é inferida e avaliada pelo leitor a partir de seus movimentos cognitivos e do grau de afetividade em relação às funções irônicas daquela, The Screwtape Letters tem proporcionado uma perspectiva Cristã (por meio de inversão) e fruição literária à comunidade leitora de C. S. Lewis desde sua publicação semanal.
This study analyses the interpretive interplay between irony and reader in satirical fiction The Screwtape Letters by C. S. Lewis. It parts from senior devil Screwtape’s affective level of irony and uses Umberto Eco’s and Linda Hutcheon’s notions of, respectively, interpretive cooperation and functions of irony to discuss the hypothesis that ironic inversion functions as a structured whole in Lewis’s work, in the sense that it not only conveys religious ideas regarded as important in wartime by the author, but also raises its comic effects. Thus, the analysis of textual and contextual elements which constitute it and reflect C. S. Lewis’s Christian faith and fictional creativity will reveal that, once ironic inversion is inferred and evaluated by the reader from his/her cognitive movements and degree of affectivity in relation to its ironical functions, The Screwtape Letters has provided a Christian perspective in reverse as well as literary enjoyability to C. S. Lewis’s community of readers since its weekly publication.

Descrição

Palavras-chave

Interpretação da ironia, Sátira religiosa, Literatura e cristianismo, Recepção literária, Interpretation of irony, Religious satire, Literature and christianity, Reader reception

Como citar