Protagonismo juvenil e educação da juventude no ensino médio brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-06-19

Autores

Pereira, Kathiuscia Aparecida Freitas [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho objetiva verificar contradições e ambigüidades na definição do protagonismo juvenil e o uso desse conceito forma de adaptação dos jovens à excludente ordem social capitalista atual. As diretrizes educacionais, como a Reforma do Ensino Médio, explicitam o culto ao Protagonismo como via promissora para dar conta tanto de uma urgência social quanto das angústias pessoais dos jovens, de forma a transferir a responsabilidade de superação de tais questões aos próprios jovens, por esforços individuais, potencialização da resiliência e realização de ações sociais solidárias. Nessa perspectiva, o conceito adquire um valor político-ideológico voltado para a despolitização da juventude em relação às causas macro sociais da pobreza. A conceituação de Protagonismo Juvenil é um grande desafio para a produção científica, visto as divergências e ambigüidades que o permeiam, tais como perspectivas diferenciadas de cidadania, participação, responsabilidade social, entre outras. A metodologia do trabalho consiste em pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo, com uso de questionários e grupos de diálogos, compostos por alunos do ensino médio de uma escola do município de Umuarama-PR. Sua análise revelou que ambigüidades conceituais, sendo que os jovens em muitas falas associam o protagonismo juvenil à ações de caráter social e voluntário. No entanto, revela, também, a expressão de uma busca de autonomia e a necessidade de ser concebido como sujeito social. O resultado desta pesquisa sugere que o protagonismo juvenil seja desvelado pelos pesquisadores de forma crítica, principalmente no que se refere à sua ambiguidade conceitual.
This work aims to very contradictions and ambiguities in the definition of Young leadership and use this concept means to adapt to the exclusion of Young social order today. The educational guidelines, and the Reformo f Secundary Education, explain the Cult of prominence as a promissing way to account for both na urgent social and the personal anguish of Young people in order to shift responsibilityfor overcoming this issues to Young people themselves, by individual efforts, enhancement of the resilience and anchievement of social solidary actions. This perspective the concepto f education is a political and ideological toward the politicization of youth in relation to macro social cause of peverity. The concepto f Prominence Youthis a great challenge that permeat such as different perspectives of citizenship, participation, social responsability, among others. The metodology of the work is in literature and Field research, using questionnaries and dialogue groups, composed of high school students at a school in the city of Umuarama – PR. Their analysis revealedthat conceptual ambiguities, and the Young people in many lines associated with youth involvement in social activities and volunteer. However, italso reveals the expression of a quest for autonomy and need to be designed as a social subject. The resulto f this research suggests that youth involvementis unveiled by researchers in a critical way, speccially with regard to its conceptual ambiguity.

Descrição

Palavras-chave

Ensino médio - Brasil, Juventude, Juventude - Educação, Protagonismo juvenil, Prominence Young, Young, Secundary Education, Youth educati

Como citar

PEREIRA, Kathiuscia Aparecida Freitas. Protagonismo juvenil e educação da juventude no ensino médio brasileiro. 2009. 122 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciência, 2009.