Desempenho de clones de Eucalyptus sob diferentes condições no campo e em casa de vegetação

Imagem de Miniatura

Data

2018-11-23

Autores

Araujo, Marcio José de [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O estresse hídrico é um dos principais fatores que limitam a produtividade e alteram a adaptação de espécies florestais no mundo. Apesar de espécies de eucalipto possuírem boa capacidade adaptativa, os riscos inerentes de vulnerabilidade climática implicarão na seleção genética e direcionamentos adequados para as regiões de plantio. Assim, um programa de melhoramento florestal deve considerar a interação genótipo x ambiente, uma vez que sua existência exige do melhorista um estudo detalhado do comportamento dos genótipos nos diferentes ambientes, por meio da análise de adaptabilidade e estabilidade. Sendo o tempo um dos grandes desafios para os melhoristas florestais, a adoção de procedimentos que permitam antecipar a identificação de genótipos produtivos e tolerantes ao déficit hídrico é desejável. Logo, a inserção de avaliações biométricas e fisiológicas na fase jovem das plantas, com vista a encontrar relações com a produtividade frente à restrição hídrica, pode ser relevante nos programas de melhoramento com eucalipto; ou de outro modo, pode se tornar indispensável nas estratégias dos melhoristas, tendo em vista o cenário de mudanças climáticas que poderá afetar a adaptação dos genótipos nos plantios de eucalipto em todo o mundo. O objetivo geral do presente trabalho foi estudar a interação G x A de clones de Eucalyptus em diferentes locais e idades, consequentemente verificar a adaptabilidade e estabilidade dos genótipos e, além disso, avaliar características biométricas e fisiológicas em diferentes regimes de irrigação na fase de mudas, em condições controladas, a fim de averiguar a possibilidade de correlacionar os resultados obtidos com o desempenho no campo. Foram avaliados 11 clones de eucalipto, em 11 locais no território brasileiro e, aplicados métodos de avaliações em conjunto para o estudo da interação G x A, incorporando o caráter diâmetro à altura do peito e variáveis climáticas. Em casa de vegetação, foram avaliadas características biométricas e fisiológicas utilizando diferentes abordagens. Os resultados obtidos nesse estudo permitem uma clara visão da dinâmica das diferentes normas de reações dos genótipos de Eucalyptus ao longo do tempo no Brasil. Além disso, permitem estabelecer limites em que ambientes são semelhantes ou extremamente contrastantes em que a temperatura mostrou-se a variável climática mais influente na divisão e agrupamento dos locais. Na casa de vegetação, os clones apresentaram processos diferentes para lidar com o déficit hídrico, assim como o padrão de alocação de biomassa entre os compartimentos da planta. Os resultados obtidos sob condição controlada condizem parcialmente com as observações em campo, no entanto, permitiram traçar, com moderado nível de compreensão, algumas peculiaridades a respeito da variabilidade genética na fisiologia de nove genótipos de eucalipto oriundos de seleção em programas de melhoramento. Assim, ensaios complementares podem ser elaborados para detectar diferenças morfológicas e fisiológicas entre genótipos frente à condições diferenciadas de disponibilidade hídrica, de modo a selecionar os tolerantes à seca e recomendá-los para as fases iniciais de implantação e crescimento.
Water stress is one of the main factors responsible for limiting productivity and changing the adaptation of forest species in the world. Although planted eucalyptus forests have good adaptive capacity, the inherent risks of climate vulnerability will imply genetic selection and proper directions for the planting regions. In this sense, a forest improvement program should consider the genotype x environment interaction, since its existence requires the breeder to a detailed study of the behavior of individuals throughout the environments, through the analysis of adaptability and stability. In view of the time as one of the great challenges for the forest improvers, the adoption of procedures that allow to anticipate the identification of productive genotypes and tolerant to the water deficit is desirable. Therefore, the insertion of biometric and physiological evaluations in the young phase of the plants, in order to find relationships with genotype productivity against water restriction, may be relevant in breeding programs with eucalyptus; or otherwise, may become indispensable in the strategies of the breeders in view of the alarming scenario of climate change that may affect the adaptation of genotypes to eucalyptus plantations around the world. The general objective of the present work was to study the G x A interaction of Eucalyptus clones at different sites and ages, thus verifying the adaptability and stability of the genotypes and, in addition, to evaluate biometric and physiological characteristics in different irrigation regimes in the seedling stage, under controlled conditions, in order to investigate the possibility of correlating the observations obtained with the performance in the field. For this, 11 clones were evaluated in 11 sites in the Brazilian territory, and joint evaluation methods were applied for the study of the interaction G x A, incorporating the character diameter to the breast height and climatic variables. In greenhouse, biometric and physiological characteristics were evaluated using different approaches. The results obtained in this study allow a clear view of the dynamics of the different norms of Eucalyptus genotypes reactions over time in Brazil. In addition, they allow to establish limits in which environments are similar or extremely contrasting in which the temperature proved to be the most influential climatic variable in the division and grouping of the places. In the greenhouse, the clones presented different processes to deal with the water deficit, as well as the pattern of biomass allocation between the compartments of the plant. The results obtained under controlled conditions partially correspond to observations of the genotypes in the field however they allowed to draw, with moderate level of understanding, some peculiarities regarding genetic variability in the generation of nine eucalyptus genotypes from selection in breeding programs. Thus, complementary tests can be designed to detect morphological and physiological differences between genotypes versus differentiated conditions of water availability, in order to select drought tolerant genetic materials and recommend them for the initial stages of implantation and growth.

Descrição

Palavras-chave

BLUP, Análise multivariada, Correlação genética, Fator analítico, Melhoramento florestal, Mudas de eucalipto, Eucalyptus seedlings, Factor analytic, Forest improvement, Forest improvement, Genetic correlation, Multivariate analysis

Como citar