Hipertensão pulmonar em pacientes com doença renal crônica dialítica está associada com hipervolemia e inflação

dc.contributor.advisorQueluz, Thais Helena Abrahão Thomaz [UNESP]
dc.contributor.advisorYoo, Hugo Hyung Bok [UNESP]
dc.contributor.authorTelini, Wagner Moneda [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2016-06-07T17:12:03Z
dc.date.available2016-06-07T17:12:03Z
dc.date.issued2015-02-15
dc.description.abstractIntroduction: Pulmonary hypertension (PH) in patients with chronic nephropathy undergoing hemodialysis is related to high mortality. Our group has previously demonstrated an association between hypervolemia and PH in this population. Evidences showing that micro inflammatory state could be induced by chronic volume overload bring us the hypothesis that inflammatory markers might be involved in the pathogenesis of PH in these patients. Aim: to verify an association between PH, hypervolemia and inflammation in chronic hemodialysis patients. Patients and methods: transversal study evaluated patients≥18 yrs in chronic hemodialysis treatment for at least three months. PH was considered as a pulmonary artery systolic pressure > 35 mmHg by echocardiography exam. According to the results, patients were allocated in one of the following groups PH or non-PH. Bioimpedance, echocardiographic parameters, C-reactive protein (CRP), acid alpha 1 glycoprotein (AGP) and B-type natriuretic peptide (BNP) were evaluated. Comparisons between groups were considered significant at p ˂ 0.05. Results: 119 patients were selected, 64 men and 55 women, with mean age of 58 ± 14.2 years; 23 patients had PH (19%). Both groups were homogeneous in terms of age, gender and time in hemodialysis. However, they differed in terms of left atrium diameter (46 + 5.3mm in PH group vs 42 + 4.8mm in non-PH group, p <0.01), fluid overload (-0,2 + 3.98L vs -2.4 + 2.79L, p<0.01), BNP (898 (1232) pg/mL vs 267 (424) pg/dL, p<0.01) and inflammatory markers: AGP (140 + 32mg/dL vs 116 + 30.5mg/dL, p<0.01) and CRP (2.57 (3.91) mg/dL vs 1.48 (1.28) mg/dL, p= 0.02). A model of logistic regression was elaborated to verify the isolated effect of the parameters evaluated. Thus, BNP levels, to represent volume, and AGP, to represent inflammation, were selected. As a result, BNP as well as AGP showed statistically significant association: AGP (OR 1.023; IC 95% 1.005-1.041); BNP (OR 1.001;...en
dc.description.abstractIntrodução: A prevalência de hipertensão pulmonar (HP) em pacientes com doença renal crônica (DRC) avançada submetidos à hemodiálise (HD) varia, na literatura, de 26 a 40% e é interpretada como sinal de mau prognóstico. Entretanto, a gênese da HP nesta população ainda não está elucidada. Alguns fatores de risco têm sido relacionados, tais como, hiperfluxo pela fístula artério-venosa, hipervolemia, sobrecarga ventricular esquerda e síndrome da resposta inflamatória sistêmica. Em estudo anterior, nosso grupo mostrou a associação entre HP e hipervolemia em DRC. Objetivo: fornecer subsídios para melhor compreensão da fisiopatogenia da HP relacionada à DRC em pacientes submetidos a HD, verificando a associação entre HP, hipervolemia e inflamação. Pacientes e métodos: estudo transversal que analisou 119 pacientes em hemodiálise (HD) que, segundo mensuração ecocardiográfica da pressão sistólica da artéria pulmonar (PSAP) foram alocados em dois grupos: com-HP (PSAP > 35 mmHg) e sem-HP (PSAP < 35 mmHg). Variáveis demográficas, clínicas, antropométricas, laboratoriais (biomarcadores de volemia e de inflamação) e ecocardiográficas foram comparadas entre os grupos. Resultados: valores de PSAP > 35mmHg foram encontrados em 19% dos pacientes. Não houve diferença estatística entre os grupos para variáveis demográficas como idade, gênero e etnia, bem como a prevalência de comorbidades. O cateter venoso central foi a modalidade de acesso dialítico utilizada em 48% dos pacientes com-HP e em 43% dos sem-HP (p= 0,83). Análise antropométrica e bioimpedância resultaram em valores de resistência (540 ± 96,2 Ω vs 614 ± 109,7 Ω, p <0,01) e reactância (54 ± 14,6 Ω vs 64 ± 16,8 Ω, p = 0,01) menores no grupo de pacientes com-HP, assim como valor de redução de água corporal total pós-HD (-0,2 ± 3,98 L vs -2,4 ± 2,79 L, p <0,01). Diâmetro do átrio esquerdo (46 ± 5,3 mm vs 42 ± 4,8 mm; p <0,01) e...pt
dc.format.extent48 f.
dc.identifier.aleph000860391
dc.identifier.capes33004064020P0
dc.identifier.citationTELINI, Wagner Moneda. Hipertensão pulmonar em pacientes com doença renal crônica dialítica está associada com hipervolemia e inflação. 2015. 48 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2015.
dc.identifier.filehttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/cathedra/13-05-2016/000860391.pdf
dc.identifier.lattes3228294827229620
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/139312
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectHipertensão pulmonarpt
dc.subjectInsuficiência renal crônicapt
dc.subjectHemodialisept
dc.subjectRins - Doençaspt
dc.subjectInflamaçãopt
dc.subjectPulmonary hipertensionpt
dc.titleHipertensão pulmonar em pacientes com doença renal crônica dialítica está associada com hipervolemia e inflaçãopt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.author.lattes3228294827229620
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Medicina, Botucatupt
unesp.graduateProgramFisiopatologia em Clínica Médica - FMBpt
unesp.knowledgeAreaFisiopatologia em clínica médicapt
unesp.researchAreaPneumologia - Hipertensão pulmonarpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
000860391.pdf
Tamanho:
678.08 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format