A teoria do leitor modelo, de Umberto Eco, e sua presença no romance "O nome da rosa": O percurso epistemológico de Umberto Eco e sua consolidação nas teorias da Estética da Recepção

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-06-07

Autores

Catalano, Flávio Antonio

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A dissertação que ora se apresenta analisa a teoria do Leitor-Modelo de Umberto Eco, bem como sua aplicação na construção de seu primeiro romance, O nome da rosa, com o intuito de demonstrar como sua práxis teórica foi fundamental para a consolidação dos pilares iniciais de sua práxis poética, em específico durante seu primeiro movimento como escritor literário. Para tanto, este trabalho debruçou-se analiticamente sobre o percurso epistemológico do autor, partindo dos seus estudos em sua tese de doutorado sobre o filósofo Tomás de Aquino, passando por sua definição sobre a abertura de uma obra de arte, identificando como tais ferramentas foram fundamentais para que o autor desenvolvesse seu estudo acadêmico sobre os limites da interpretação, até culminar na elaboração do conceito de Leitor-Modelo, presente na obra Lector in Fabula, seu último olhar teórico, antes de tornar-se um escritor de obras literárias. Ainda neste percurso epistemológico do referido autor, este trabalho lançou luz analítica sobre como seus estudos em estética medieval foram fundamentais para o seu olhar teórico e poético. O último movimento analítico deste trabalho foi identificar como o Leitor-Modelo é formado no romance O nome da rosa, em específico no primeiro capítulo da obra, bem como os desdobramentos dessa formação nas lições presentes no romance a partir do seu segundo capítulo.
The dissertation presented here analyzes Umberto Eco's “Model Reader” theory and how this theory was applied in the construction of his first novel “The name of the rose”, demonstrating how his theoretical praxis was fundamental for the consolidation of the initial pillars of his poetic praxis, specifically during his first movement as a literary writer. Therefore, this study focused on an analytical review of the author’s epistemological journey, starting with his doctorate thesis on Tomas de Aquino, then continuing with his theoretical creations about how a masterpiece should be revealed, and how identifying these creations were crucial, so the author could elaborate theoretical studies about the limits on interpretation, leading to the elaboration of the theory of the “Model Reader”, identified in “Lector in Fabula”, which is his last theoretical perception recorded in life, before becoming a literary writer. Continuing this epistemology journey about Umberto Eco's legacy, this study also considered the importance of the studies on medieval aesthetics and how they gave to Umberto Eco a poetic and theorical style, providing elements to the necessity of sorting out problems and building a real meaning to an art play, which impacted the way his first novel was created. The last analytical review of this work was focused on how the “Model Reader” is built on “The name of the rose”, specifically on the first chapter of the play, happening from the second chapter onwards.

Descrição

Palavras-chave

Umberto Eco, Leitor-Modelo, O nome da rosa, Estética Medieval, Interpretação, Model Reader, The name of the rose, Medieval aesthetics, Interpretation, Reception aesthetics

Como citar