Performance of steers supplemented with mineral mixtures in the State of Mato Grosso

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014-09-01

Autores

Oliveira, Euclides Reuter De
Paiva, Paulo César De Aguiar
Babilônia, José Libêncio
Gabriel, Andréa Maria De Araújo
Monção, Flávio Pinto [UNESP]
Nascimento, Felipe De Almeida

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM

Resumo

The present study evaluated the effects of supplements on the productive performance and economical parameters of beef steers on pastures during the dry season. Twenty-four castrated steers with average age and weight of eighteen months and 269 kg, respectively, were evaluated in the following treatments: pasture without minerals (P); pasture and mineral salt (PMS) and pasture and mineral salt plus urea (PMSU). The chemical composition showed low contents of crude protein and high values of neutral and acid detergent fiber for forages sampled in the form of complete collection compared with the grazing simulation technique. The supplementation with mineral salt plus urea led to a higher average daily gain (p < 0.05) than the animals on pasture without mineral. However, when the average daily gain was expressed per metabolic weight, the supplementation with mineral salt plus urea was superior (p < 0.05). The supplementation of animals on pasture proved economically profitable, and the use of mineral salt with urea in the dry season enables a better performance at viable costs.
O presente experimento foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito de suplementações sobre o desempenho produtivo e parâmetros econômicos de novilhos de corte, em fase de recria, manejados em pastagens durante a época da seca. Foram utilizados 24 novilhos castrados, com idade e peso médios de 18 meses e de 269 kg, respectivamente. Foram avaliados os seguintes tratamentos: pastagem sem minerais (P); pastagem e sal mineralizado (PSM) e pastagem e sal mineralizado mais ureia (PSMU). A composição bromatológica caracterizou-se por baixos conteúdos de proteína bruta e altos valores de fibra em detergente neutro e fibra em detergente ácido para forragens amostradas na forma de coleta completa comparada com a técnica de simulação de pastejo. Os animais sob os tratamentos com suplementação mineralizada mais ureia apresentaram ganhos de peso diários médios superiores (p < 0,05) ao daquele submetido apenas à pastagem. No entanto, quando o peso médio foi expresso em peso metabólico apenas o tratamento com ureia apresentou superioridade nos dados (p < 0,05). A suplementação de animais em pastejo mostrou-se uma técnica economicamente rentável, sendo que a utilização de sal mineralizado com ureia no período seco possibilita melhor desempenho a custos viáveis.

Descrição

Palavras-chave

bovinos, avaliação econômica, produção, ureia, cattle, economic evaluation, production, urea

Como citar

Acta Scientiarum. Animal Sciences. Editora da Universidade Estadual de Maringá - EDUEM, v. 36, n. 3, p. 329-336, 2014.