Adesão do material obturador e resistência ao desgaste da dentina irradiada e submetida a diferentes concentrações de hipoclorito de sódio

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024-03-08

Orientador

Valera, Marcia Carneiro

Coorientador

Orlando, Mariana Muniz Toledo

Pós-graduação

Curso de graduação

São José dos Campos - ICT - Odontologia

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

Resumo (português)

Objetivo: Analisar a microdureza da dentina e adesão do material obturador às paredes do canal em dentes submetidos ou não a radioterapia (RT) e a diferentes concentrações de hipoclorito de sódio (NaOCl). Material e Métodos: Noventa e seis dentes humanos foram distribuídos em 2 grupos (n = 72 e n = 24) para cada análise realizada e posteriormente de acordo com a exposição ou não a RT - 60 Gy. Todos os dentes tiveram seus canais preparados com instrumento reciprocante R40 e irrigados com solução de NaOCl. Para irrigação e limpeza final, os dentes foram subdivididos em grupos de acordo com a concentração da solução de NaOCl utilizada (1%, 2,5% e 5,25%). Em seguida, foram submetidos aos testes de microdureza da dentina e teste de resistência de união (push-out). Para o teste de resistência de união push-out os canais foram obturados com cimento AH Plus e posteriormente as raízes foram seccionadas no sentido transversal. O teste foi realizado em uma Máquina de testes Universal com célula de carga de 50 kgf. Para o teste de microdureza, os dentes não receberam obturação, foram polidos e avaliados em um microdurômetro por meio da análise de dureza Vickers com carga de 50g por 10 segundos. Os dados foram comparados estatisticamente pelos testes ANOVA e Tuckey, significância de 5% (p<0,05). Resultados: No teste de microdureza, a concentração de NaOCl 2,5% apresentou diferença estatística quando os dentes foram submetidos a irradiação, o grupo irrigado com NaOCl 5,25% apresentou também diferença estatística. No teste push out, a única concentração que apresentou relevância estatística foi a de 5,25%. Conclusão: A microdureza da dentina foi adversamente afetada nos grupos que receberam RT. No que diz respeito à resistência de união, os grupos sujeitos a RT demostram uma média de resistência de união inferior.

Resumo (inglês)

Objective: Analyzing the microhardness of dentin and the adhesion of filling material to the canal walls in teeth subjected to or not to radiotherapy (RT) and different concentrations of sodium hypochlorite (NaOCl). Material and Methods: Ninety-six human teeth were divided into 2 groups (n = 72 and n = 24), based on exposure to radiotherapy (RT) - 60 Gy or not. All teeth had their canals prepared with a reciprocating instrument R40 and irrigated with a NaOCl solution. For irrigation and final cleaning, the teeth were further subdivided into groups according to the concentration of the NaOCl solution used (1%, 2.5%, and 5.25%). Subsequently, they underwent dentin microhardness tests and push-out bond strength tests. For the push out bond strength test, the canals were obturated with AH Plus cement, and later the roots were transversely sectioned. The test was conducted on a Universal Testing Machine with a 50 kgf cell. For the microhardness test, the teeth were not obturated, polished, and evaluated on a microhardness tester using Vickers hardness analysis with a 50g load for 10 seconds. The data were statistically compared using ANOVA and Tukey tests, with a significance level of 95%. Results: In the microhardness test, the 2.5% NaOCl concentration had the lowest average dentin hardness in the irradiated teeth, while the 1% group had the highest average. In the non-irradiated group, the 1% NaOCl group had the lowest mean and the 5.25% group had the highest mean. In the push-out test, the highest adhesive strength was found in the 1% NaOCl group for irradiated teeth and the 5.25% NaOCl group for non-irradiated teeth, with the 2.5% NaOCl group showing the lowest adhesive strength in both groups (irradiated and non-irradiated).Conclusion: The dentin microhardness was adversely affected in the groups that received radiotherapy (RT). Regarding bond strength, the groups subjected to RT demonstrated a lower average bond strength.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores