Interação genótipo x ambiente para produção de grãos e podridões de colmo em milho

dc.contributor.advisorMôro, Gustavo Vitti [UNESP]
dc.contributor.authorTakahashi, Alexandre [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2015-04-09T12:28:16Z
dc.date.available2015-04-09T12:28:16Z
dc.date.issued2014-11-27
dc.description.abstractThe differential behavior of a group of genotypes at different environments is due to the interaction between genotypes and environment. These interactions are widely studied, because its understanding can distinguish the environments for experimentation, by gathering similar environments and also to identify environments that can lead the genotype to express more or less its main phenotypes. Furthermore, the comprehension of the interaction it is important to calibrate the methods for selection of superior genotypes: stables one, or with specific or wide adaptability. Therefore, our objective was to evaluate the results of yield and stalk rots of 36 corn genotypes at 22 locations during the season 2012/2013. All the experiments are part of the Dow AgroSciences evaluation fields. Stratification formed 24 groups for yield and 21 for stalk rot. The interaction was mainly of the complex type for both traits. Analyzing both methods at the same time 3 environments pair (1,03%) could be reduced for yield and 10 pairs (4,33%) for stalk rot. This low location reduce capacity, shows the low similarity between locations and is an indication of the efficiency of the locations for corn selection. The most stable, with wide adaptability and highest yield were the genotypes: HE 30 PW, HE12PW and HE22PW. The most stable, with wide adaptability lowest stalk rot were: HE31PW, HE16PW and HE17PW. The Scott-Knott test showed that the genotypes with no significant difference to the checks in a higher number of locations for yield were: HE 28PW, HE 10PW, HE 02PW, HE 29PW and HE 16PW. For Stalk Rot the genotypes were: HE 29PW, HE 27PW, HE 16PW, HE 08PW and HE 02PWen
dc.description.abstractO comportamento diferencial de um grupo de genótipos avaliados em diferentes ambientes ocorre devido às interações entre genótipos e ambientes. Essas interações são amplamente estudadas, pois o seu entendimento pode caracterizar os ambientes de experimentação, podendo agrupar locais semelhantes e também identificar ambientes que possam levar a maior ou menor expressão das características de interesse de cada genótipo. Além disso, a compreensão da interação genótipo x ambiente é importante para que os métodos de seleção sejam calibrados para reduzir os seus efeitos e proporcionar resultados eficientes na identificação dos genótipos superiores, sejam eles estáveis ou de ampla ou específica adaptação. Assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar o resultado de produção de grãos e podridão de colmo de 36 genótipos de milho em 22 ambientes na safra 2012/2013. Os ambientes fazem parte da rede de experimentação da empresa Dow AgroSciences. A estratificação formou 24 grupos para produção de grãos e 21 para podridão de colmo. E a interação genótipo x ambiente foi predominantemente do tipo complexa para ambas as características. Utilizando os dois métodos em conjunto foi possível reduzir 3 pares de ambientes (1,03%) ) para produção de grãos e 10 pares de ambientes (4,33%) para podridão de colmo. Essa baixa redução demonstra a baixa similaridade entre os locais avaliados garantindo uma boa eficiência na seleção de genótipos de milho. Os genótipos mais estáveis, de adaptabilidade ampla e alta média de Produção de Grãos foram: HE30PW, HE12PW e HE22PW. E os mais estáveis, de adaptabilidade ampla e baixa média de Podridão de Colmo foram: HE31PW, HE16PW e HE17PW. Pelo teste de média os genótipos com o maior número de vitorias foram para Produção de Grãos: HE28PW, HE10PW, HE02PW, HE29PW e HE16PW e para Podridão de Colmo: HE29PW, HE27PW, HE16PW, HE08PW e HE02PWpt
dc.format.extentxi, 94 p.
dc.identifier.aleph000817632
dc.identifier.capes33004102029P6
dc.identifier.citationTAKAHASHI, Alexandre. Interação genótipo x ambiente para produção de grãos e podridões de colmo em milho. 2014. xi, 94 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal, 2014.
dc.identifier.file000817632.pdf
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/122010
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectMilhopt
dc.subjectAdaptação (Biologia)pt
dc.subjectEstabilidadept
dc.subjectGenetica vegetalpt
dc.subjectPlantas - Melhoramento geneticopt
dc.subjectAdaptationpt
dc.titleInteração genótipo x ambiente para produção de grãos e podridões de colmo em milhopt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt
unesp.graduateProgramAgronomia (Genética e Melhoramento de Plantas) - FCAVpt
unesp.knowledgeAreaGenética e melhoramento de plantaspt
unesp.researchAreaMelhoramento de plantaspt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
000817632.pdf
Tamanho:
1.03 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format