A sociologia no ensino médio brasileiro: uma leitura de dissertações e teses defendidas entre 2000-2014

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-03-21

Autores

Gomes, Saulo Albuquerque [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Esta pesquisa, vinculada à linha: “Desenvolvimento Humano, Diferença e Valores” do Programa de Pós-graduação em Educação da FCT/UNESP tem como objetivo pensar o modo como o ensino de Sociologia tem sido problematizado no âmbito das pesquisas acadêmicas no Brasil. Pretende-se compreender os elementos que influenciam e os significados de ensinar Sociologia na educação básica. Acreditamos que o ensino de Sociologia por meio de um processo de desnaturalização e estranhamento da realidade pode promover nos jovens uma reflexão crítica da realidade na qual estão inseridos. Em 2008 após a promulgação da Lei n° 11.684/2008, a disciplina de Sociologia passou a ser obrigatória nos três anos do ensino médio em todo território nacional. Historicamente a disciplina de Sociologia sofreu um processo de intermitência nos programas de educação básica em nível nacional. Analisamos as dissertações e teses buscando identificar como ocorreu o processo de institucionalização da disciplina no Brasil, identificando como ocorreu a sistematização desse novo conhecimento e sua divulgação; quais as representações que professores e alunos têm sobre o ensino de Sociologia; quais as condições de trabalho docente e especificamente como cada um desses fatores influencia no ensino de Sociologia.
This research, linked to the line "Human Development, Difference and Values" of the Postgraduate Program in Education of the FCT / UNESP aims to think about the way in which the teaching of Sociology has been problematized in the scope of academic researches especially in Brazil. It is intended to understand the elements that influence and the meanings of teaching Sociology in basic education. What is the importance of this knowledge in the formation of our young people? We start from the hypothesis that this teaching promotes a process of denaturalization and estrangement from reality by promoting in young people a more critical reflection of reality. In 2008, after the promulgation of Law No. 11,684 / 2008, the discipline of Sociology became compulsory in the three years of secondary education throughout Brazil. Historically the discipline of Sociology has undergone a process of intermittence in the basic education programs at the national level. We analyze the process of institutionalization of the discipline in Brazil, trying to identify: how was the systematization of this new knowledge and its dissemination; What representations that teachers and students have about the teaching of Sociology; What are the teaching work conditions and specifically how each of these factors influences the teaching of Sociology.

Descrição

Palavras-chave

Educação, Ensino médio, Sociologia, Ensino de sociologia

Como citar