Efeito do alumínio sobre o crescimento de duas espécies florestais

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2001-12-01

Autores

Beutler, A. N. [UNESP]
Fernandes, L. A.
Faquin, V.

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Ciência do Solo

Resumo

An experiment was carried out at the Soil Science Department of Universidade Federal de Lavras, in Lavras (MG). in November 1998, to study the effect of aluminum on the initial growth of two forest species, under greenhouse conditions using a nutrient solution. After two weeks in dilute nutrient solution to 1/3 and without aluminum, two Moringa (Moringa oleifera) and two Angico (Anandenantha peregrina) plants were transplanted to 1.5 L pots, and grown in nutrient solution. The aluminum levels were 0.0, 2.5, 5.0, 7.5, 10.0 mg L-1, with pH 4.0 ± 0.2, adjusted daily during 70 days. Plant height was evaluated and plants were divided in aerial part and root, to determine dry matter and content of N and P. The increasing aluminum levels progressively reduced plant height and root dry matter production in both species, and the aerial part in the Angico plant. Nitrogen content in the Moringa plant reduced with increasing aluminum levels. Phosphorus content in the Moringa and Angico aerial parts reduced with aluminum levels above 5.0 mg L-1 in the nutrient solution.
Para estudar o efeito do Al no crescimento inicial de duas espécies florestais, foi instalado um experimento em novembro de 1998, em solução nutritiva, em casa de vegetação do Departamento de Ciência do Solo da Universidade Federal de Lavras. Após duas semanas em solução nutritiva diluída a 1/3 e sem Al, duas plantas de Moringa (Moringa oleifera) e duas de Angico (Anandenantha peregrina) foram transplantadas para vasos de 1,5 L e crescidas em solução nutritiva. Os teores de Al utilizados foram de 0,0; 2,5; 5,0; 7,5; e 10,0 mg L-1, com pH 4,0 ± 0,2, ajustado diariamente durante 70 dias. Após este período, foi determinada a altura das plantas, as quais, posteriormente, foram divididas em parte aérea e raiz, para determinação da matéria seca e dos teores de N e P. Os teores crescentes de Al reduziram progressivamente a altura das plantas e a produção de matéria seca das raízes nas duas espécies e da parte aérea no Angico. O teor de nitrogênio na Moringa diminuiu com o incremento nos teores de Al. O teor de fósforo na parte aérea da Moringa e do Angico diminui a partir de 5 mg L-1 de Al na solução nutritiva.

Descrição

Palavras-chave

moringa, angico, toxidez, solução nutritiva, moringa, angico, toxicity, nutrient solution

Como citar

Revista Brasileira de Ciência do Solo. Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, v. 25, n. 4, p. 923-928, 2001.

Coleções