Panorama atual da ética em pesquisa em seres humanos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-03-01

Autores

Takahashi, Marystella Tomoe
Ramos, Henrique Faria
Pinheiro-Neto, Carlos Diogenes
Miziara, Ivan Dieb
de Oliveira, Reynaldo Ayer [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Assoc Brasileira Otorrinolaringologia & Cirurgia Cervicofacial

Resumo

In the last decades, medical care has been increasingly permeated by the concept of evidence-based-medicine, in which clinical research plays a crucial role in establishing diagnostic and treatment. Following the improvements in clinical research, we have a growing concern and understanding that some ethical issues must be respected when the subjects are human beings. Research with human subjects relies on the principles of autonomy, beneficence, no maleficence and justice. Ordinance 196/96 from the National Health Board adds to the Brazilian legislation such renowned bioethical principles.Aim: Discuss the main ethical aspects involved in research with human subjects.Materials and Methods: Critical analysis of Ordinance 196/96 and related literature.Conclusion: Ordinance 196/96 rules research with human subjects; nevertheless, it requires more in-depth discussions regarding the informed consent, use of placebo, research with vulnerable populations and research in developing countries.
Nas últimas décadas, a medicina tem sido cada vez mais permeada pelo conceito de medicina baseada em evidências, na qual a pesquisa clínica possui papel crucial no estabelecimento de diretrizes diagnósticas e terapêuticas. Com o avanço da pesquisa clínica, surgiu a preocupação e o entendimento que certos padrões éticos devam ser obedecidos quando o objeto de estudo é o ser humano. A pesquisa em seres humanos baseia-se nos princípios da autonomia, beneficência, não maleficência e justiça. A Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde incorpora à legislação brasileira tais princípios bioéticos consagrados. OBJETIVO: Discutir os principais aspectos éticos envolvidos na pesquisa em seres humanos. MATERIAL E MÉTODO: Análise crítica da Resolução 196/96 do CNS e literatura correlata. CONCLUSÃO: A Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde regulamenta a experimentação em seres humanos, no entanto necessita de discussões mais profundas no que diz respeito ao consentimento livre e esclarecido, ao uso de placebo, à participação de pessoas em situação de vulnerabilidade e à realização de pesquisas em países em desenvolvimento.

Descrição

Palavras-chave

bioethics, ethics committees, research, codes of ethics, principle-bases ethics, ethics, research

Como citar

Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. São Paulo: Assoc Brasileira Otorrinolaringologia & Cirurgia Cervicofacial, v. 77, n. 2, p. 263-266, 2011.

Coleções