Conteúdo celular do leite bubalino proveniente de quartos mamários sadios e portadores de mastite

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-07-02

Autores

Pardo, Renata Bonini [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os exames de palpação, inspeção e teste da caneca de fundo escuro, bem como o California Mastitis Test (CMT) foram realizados em 735 quartos mamários de búfalas leiteiras pesquisa de alterações clínicas e subclínicas nos quartos e em suas respectivas secreções. Independentemente dos resultados encontrados, foram coletadas amostras de leite para análises microbiológicas e de contagem de células somáticas (CCS). O isolamento microbiológico foi realizado em ágar sangue de ovino 5% e em ágar MacConkey, com 72 horas de incubação em aerobiose a 37oC. Foram procedidas, a cada 24 horas, leitura e identificação dos isolamentos. A ocorrência de quadros de mastite clínica foi representada por um único caso (0,14%) entre os 735 quartos mamários analisados, ocorrendo na fase inicial da lactação e envolvendo microrganismos de origem ambiental (Morganella morganii, Enterobacter aerogenes). Foram considerados quadros de mastite subclínica aqueles com resultados positivos ao CMT acompanhados de exame microbiológico positivo. A freqüência observada de quadros de mastite subclínica entre os 734 quartos mamários estudados foi de 20,03%, dos quais isolou-se principalmente microrganismos contagiosos. Os resultados negativos ao CMT predominaram durante todo o estudo (69,07%), independente da fase de lactação ou estação do ano consideradas, tendo sido observados resultados positivos do exame microbiológico em 57,58% das amostras CMT negativas. Foi elevada a freqüência de microrganismos classificados como contagiosos entre as amostras de leite analisadas, independente da estação do ano e da fase de lactação, entre os quais prevaleceu o Corynebacterium spp. (47,67%), entre os 579 microrganismos pertencentes a 19 gêneros bacterianos crescidos em cultura pura ou em associação. Considerando-se a falta de homogeneidade entre as variâncias, as contagens de células...
A total of 735 mammary quarters from buffalo cows were submitted to inspection, palpation, strip cup test and California Mastitis Test (CMT) in order to diagnose clinical and subclinical mastitis. Independent of the observed results, milk samples were collected from each mammary quarter to microbiological exams and automatic somatic cell counts (SSC). Milk samples were inoculated in 5% ovine blood agar and MacConkey agar and incubated for 72 hours under 37oC and aerobic condition. Growth observations and identifications were performed every 24 hours. One (0,14%) out of 735 mammary quarters studied presented clinical mastitis. It occurred in first stage of lactation (0 to 60th day post calving) and environmental microorganisms were isolated (Morganella morganii, Enterobacter aerogenes). Mammary quarters presenting positive results to CMT and microbiological exams were considered as subclinical mastitis cases and these represented 20,03% among 734 studied samples. CMT negative results were the most frequent observed during the study (69,07%), independent of lactation stage or season of the year considered. Among these CMT negative milk samples, 57,58% were positive in microbiological exams. There was a high occurrence of contagious microorganisms among the 579 identified bacteria from 19 different genus, isolated in pure or in association. Corynebacterium spp. was the most prevalent (47,67%), in every lactation stage or season of the year. Considering the absence of a normal distribution, somatic cell counts were submitted to a logarithmic transformation, log2(CCS/100)+3, originating the transformed somatic cell count (TSCC). There were statistically significant differences between TCCS means from milk samples with positive (2,23) and negative (1,71) results to CMT. Such differences were also observed in milk... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Leite de bufala, Corynebacterium, Mastite subclínica, Buffalo cows, Subclinical mastitis, Corynebacterium

Como citar

PARDO, Renata Bonini. Conteúdo celular do leite bubalino proveniente de quartos mamários sadios e portadores de mastite. 2007. xxiv, 89 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2007.