Net-ativismo no combate à violência de gênero: antigordofobia e o fenômeno das influenciadoras digitais

dc.contributor.advisorMorais, Osvando José de [UNESP]
dc.contributor.authorSilva, Aline Lisboa da
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2023-04-06T16:16:36Z
dc.date.available2023-04-06T16:16:36Z
dc.date.issued2023-02-14
dc.description.abstractA presente tese se propõe a identificar e examinar elementos que permitem caracterizar e compreender como práticas net-ativistas suscitam formas de enfrentamento à violência de gênero no Brasil, em especial relacionado à antigordofobia, a partir da produção de conteúdo de influenciadoras digitais no Youtube. Observamos ainda como novas políticas representativas de mulheres vêm sendo construídas na contemporaneidade. Deste modo, diante de um cenário caótico, que apresenta mundialmente o Brasil como o quinto país mais violento para mulheres, procuramos refletir acerca dessa situação através de uma análise crítica amparada, majoritariamente, em autoras latino-americanas. Neste sentido, utilizamos a abordagem do feminismo decolonial e incorporamos também a teoria interseccional, com base em Kimberlè Crenshaw, contemplando assim uma ótica da diversidade acerca dos sujeitos mulheres na contemporaneidade. Evidenciamos o processo histórico do movimento feminista, suas transformações, conquistas e mecanismos de enfrentamento à violência de gênero, de acordo com as demandas de cada grupo específico. Na ocasião, destacamos o enfoque pós-estruturalista, baseado em Judith Butler, e os feminismos da diferença, em Heloísa Buarque de Hollanda, a fim de interligar tais questões teóricas envolvidas à última etapa de nossa pesquisa. No terceiro capítulo utilizamos como corpus de análise seis canais do Youtube protagonizados por mulheres gordas – Alexandrismos; Tá, querida; Nunca te pedi nada; Cinderela de mentira; Ju Romano; Bárbara Cavalcante - que se caracterizam, em maior ou menor grau, como ativistas da causa gorda. No que concerne à proposta metodológica, desenvolvemos uma investigação de cunho teórico, com uma pesquisa bibliográfica fundamentada em autoras e autores diversos, de livros a artigos científicos, de dados numéricos às postagens de portais e sites, com o intuito de construir os dois primeiros capítulos de nossa tese. Para tanto, em relação ao último capítulo, acionamos o uso do método de análise das imagens em movimento (ROSE, 2003), examinando informações verbais e visuais presentes nos vídeos e, posteriormente, codificando-as e as convertendo em resultados preliminares. Em seguida aplicamos o método hermenêutico proposto por Gadamer (2012), que apresenta em seu processo interpretativo a intencionalidade, percepção e compreensão como fases desempenhadas, interpretando assim que o fenômeno das influenciadoras digitais apresenta camadas complexas em sua produção de sentidos e ora pode ser percebida como prática net-ativista de alto impacto e alcance, ora como modelo de negócio próprio do ambiente digital, utilizando a subjetividade como mercadoria. Deste modo, nossos resultados conferem que o fenômeno das influenciadoras digitais em uma instância do ativismo gordo em canais do Youtube não se mostra finalizado em si. É algo dinâmico, processual e que se transforma de acordo com as configurações de tempo e espaço. Isso tudo por estar ambientado em um cenário tecnológico de ordem imprevisível e acelerado, como é a internet, demonstrando que neste primeiro momento, as considerações por nós aqui feitas, de acordo com a análise gadameriana, é de que os canais funcionam como espaços ativistas algumas vezes, mas não de modo constante, apesar de algumas influenciadoras serem lembradas pela causa gorda.pt
dc.description.abstractThis thesis proposes to identify and examine elements that allow characterizing and understanding how net-activist practices raise ways of confronting gender violence in Brazil, especially related to anti-genderphobia, based on the production of content by digital influencers on Youtube. We also observed how new representative policies for women have been constructed in contemporary times. Thus, in the face of a chaotic scenario, which presents Brazil as the fifth most violent country for women worldwide, we seek to reflect on this situation through a critical analysis supported, mostly, by Latin American authors. In this sense, we use the approach of decolonial feminism and also incorporate the intersectional theory, based on Kimberlè Crenshaw, thus contemplating a perspective of diversity about female subjects in contemporary times. We show the historical process of the feminist movement, its transformations, conquests and mechanisms to face gender violence, according to the demands of each specific group. On the occasion, we highlighted the post-structuralist approach, based on Judith Butler, and the feminisms of difference, on Heloísa Buarque de Hollanda, in order to interconnect such theoretical issues involved in the last stage of our research. In the third chapter, we used as analysis corpus six YouTube channels featuring fat women – Alexandrismos; Okay, honey; I never asked you for anything; Lie Cinderella; Ju Roman; Bárbara Cavalcante - who characterize themselves, to a greater or lesser extent, as fat cause activists. With regard to the methodological proposal, we developed an investigation of a theoretical nature, with a bibliographical research based on different authors, from books to scientific articles, from numerical data to posts on portals and websites, with the aim of building the first two chapters of our thesis. For this purpose, in relation to the last chapter, we used the moving image analysis method (ROSE, 2003), examining verbal and visual information present in the videos and, subsequently, coding them and converting them into preliminary results. Then we apply the hermeneutic method proposed by Gadamer (2012), which presents in its interpretative process the intentionality, perception and understanding as phases performed, thus interpreting that the phenomenon of digital influencers presents complex layers in its production of meanings and sometimes it can be perceived as a high-impact and far-reaching net-activist practice, or as a business model specific to the digital environment, using subjectivity as a commodity. In this way, our results confirm that the phenomenon of digital influencers in an instance of fat activism on YouTube channels is not finished in itself. It is something dynamic, procedural and that changes according to the configurations of time and space. All of this because it is set in an unpredictable and accelerated technological scenario, such as the internet, demonstrating that at this first moment, the considerations made here, according to the Gadamerian analysis, is that the channels function as activist spaces some times, but not constantly, although some influencers are remembered for the fat causeen
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipId88882.432872/2019-01.
dc.identifier.capes33004056092P6
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/242875
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.subjectAntigordofobiapt
dc.subjectInfluenciadoras digitaispt
dc.subjectMulheres gordaspt
dc.subjectNet-ativismopt
dc.subjectViolência de gêneropt
dc.subjectAnti-fatphobiaen
dc.subjectDigital influencersen
dc.subjectFat womenen
dc.subjectNet-actvismen
dc.subjectGenderen
dc.subjectViolenceen
dc.titleNet-ativismo no combate à violência de gênero: antigordofobia e o fenômeno das influenciadoras digitaispt
dc.title.alternativeNet-activism in the fight against gender-based violence: anti-fat-phobia and the phenomenon of digital influencersen
dc.typeTese de doutorado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Arquitetura, Artes, Comunicação e Design, Baurupt
unesp.embargoOnlinept
unesp.examinationboard.typeBanca públicapt
unesp.graduateProgramMídia e Tecnologia (doutorado) - FAACpt
unesp.knowledgeAreaComunicação midiáticapt
unesp.researchAreaGestão midiática e tecnológicapt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
silva_al_me_bauru.pdf
Tamanho:
3.18 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
3 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: