Agricultura, abastecimento e consumo na Aglomeração Urbana de Presidente Prudente - SP

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-05-18

Autores

Pereira, Claudinei da Silva [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O cultivo de alimentos e a criação de animais estão presentes nas cidades de diferentes portes e regiões, para o autoconsumo e comercialização. A agricultura urbana é um fenômeno antigo, existiu nas cidades da Antiguidade e foi praticada pelos seus moradores nos arrabaldes. A pesquisa teve como objetivo analisar características e relações vinculadas à agricultura urbana, periurbana e rural nos municípios de Álvares Machado e Presidente Prudente (SP). Investigamos fatores que estiveram e estão ligados ao cultivo de alimentos nas cidades ou, nas suas imediações, associados ao abastecimento alimentar. Para isso, a compreensão de componentes da morfologia urbana é essencial, no sentido de desvendar quais espaços da cidade são passíveis de uso agrícola ou, que foram inviabilizados, tendo como fundamento, na atualidade, a lógica de produção da cidade sob o modo de produção capitalista. A teoria da renda da terra nos propiciou compreender a atuação dos agentes produtores do espaço urbano, bem como, novas formas do tecido urbano. A articulação entre abastecimento alimentar urbano, características do tecido urbano e aspectos socioespaciais possibilitou formular a tese: A cidade é espaço do consumo e da produção agrícola. A agricultura urbana (ou agricultura realizada na cidade) ocorre em decorrência das articulações na divisão técnica, social e territorial do trabalho entre campo e cidade, permeadas por contradições no que tange a incompletude do processo de separação das atividades econômicas entre estes espaços. O estudo que originou a tese foi conduzido com base na pesquisa bibliográfica; produção de dados de fonte primária por meio da aplicação de formulários junto aos produtores hortícolas e nos estabelecimentos que comercializam hortifrútis na aglomeração urbana de Presidente Prudente; mapeamento da incidência da agricultura no tecido urbano em 2016 e 2019; levantamento de preços dos alimentos hortifrútis no comércio varejista da aglomeração urbana estudada entre 2016 e 2018; levantamento de dados em fontes secundárias, realização de entrevista com pessoas-chave no fornecimento de insumos para a produção hortícola nos municípios de Álvares Machado e Presidente Prudente; e pesquisa da procedência dos alimentos hortifrútis comercializados no entreposto da Ceagesp, em Presidente Prudente. Como resultado, produzimos mapas sobre a incidência da agricultura nas áreas urbanas e da horticultura comercial nos espaços periurbano e rural. Elaboramos tipologia de análise da agricultura, tecemos reflexões que balizam o entendimento das transformações estruturais sobre a prática da agricultura nos espaços urbano, periurbano e referente ao abastecimento alimentar. Concluímos que a produção hortícola local exerce papel importante no abastecimento alimentar urbano, na geração de trabalho e renda, contudo, é insuficiente, requerendo a complementação de alimentos provenientes de outras regiões, ampliando o circuito espacial de produção.
Growing crops and raising animals are present in the cities of different sizes and regions, for selfconsumption and trade. The urban agriculture is an old phenomenon; it took place in the past time cities and was practiced by their dwellers on the outskirts. This research has as an aim to analyze characteristics and relations connected to urban agriculture, as much peri-urban as rural in Álvares Machado and Presidente Prudente (SP) cities in southeastern Brazil. We researched factors that had been and are connected to the growing of crops in cities, or, on their edges, in relation to food supplying. For so, the understanding of components of urban morphology is essential, for unveiling which city spaces are able to be cropped, or, the ones that got unable to be cropped, considering, as a cornerstone, at present days, the logic of city production under the capitalist production mode. The theory of land income made us understand the way urban production agents behave, as well as, the new forms of the urban fabric. The articulation between urban food supply, characteristic of the urban space, and socio-spatial aspects made it possible to propose the thesis: The city is the consumption and agricultural output space. The urban agriculture (or, agriculture carried out in town) takes place because of articulations in the technical, social and territorial division of work between field and city, intermediated by contradictions related to the incompleteness of the process of separation of economic activities between these spaces. The study that gave rise to the thesis was driven based on a bibliographical research; production of data from primary source by means of application of forms to be fulfilled by vegetables producers and in markets that trade produces in the Presidente Prudente’s urban area; mapping of incidence of agriculture in the urban fabric in 2016 and 2019; produces’ price survey in the retail trade of the urban agglomeration studied between 2016 and 2018; data survey in secondary sources, interviews with key-persons in the raw material supply for the vegetable production in Álvares Machado and Presidente Prudente cities; and research of provenance of vegetables traded on the CEAGESP trading hub, in Presidente Prudente. As a result, we produced maps about the occurrence of agriculture in the urban areas and of the commercial horticulture in the peri-urban and rural spaces. We elaborated a typology of analysis of agriculture, we did some thinking that guides understanding of structural transformations about the practice of agriculture in the urban and peri-urban spaces, on food supply. We concluded that the local vegetable production performs important role in the urban food supply, in the generation of employment and income, however, it is not enough, and it demands additional food that comes from other regions to enlarge the production range.

Descrição

Palavras-chave

Abastecimento alimentar, Agricultura urbana/periurbana, Comércio varejista, Hortifrútis, Produção do espaço, Food supply, Urban and per-urban agriculture, Retail trade, Vegetable, Space production

Como citar