Desenvolvimento inicial de jatuarana, Brycon amazonicus (Teleostei, Characidae)

Imagem de Miniatura

Data

2008-04-28

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este estudo teve por objetivo descrever fases iniciais do ciclo de vida de Brycon amazonicus, analisando momentos da fertilização e do desenvolvimento inicial por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV), microscopia de luz (ML) e análise de variações morfométricas corporais. A temperatura média da água foi de 27,98 ± 0,81 ºC em laboratório, envolvendo período entre a extrusão dos gametas e 76 horas após a fertilização (PF), e de 30,30 ± 1,98 ºC em viveiro, onde as larvas foram estocadas de 76 h PF a 25 dias de idade. O diâmetro dos ovócitos na extrusão foi de 1,21 ± 0,06 mm, quando 87,7% deles tinham entre 1,11 e 1,30 mm. Até 180 min PF ocorreu aumento do espaço perivitelino e o diâmetro dos ovos chegou a 3,81 ± 0,40 mm. A penetração dos espermatozóides na micrópila e formação de cones de proteção ocorreram entre 10 e 30 segundos após a ativação dos gametas e a embriogênese foi concluída 13 h PF. No momento da eclosão as larvas possuiam 3,45 ± 0,38 mm de comprimento padrão, o volume do saco vitelino foi de 0,54± 0,17 μL e sua reabsorção total ocorreu 53 horas após a eclosão (PE). A maior eficiência de consumo de vitelo ocorreu entre 33 e 47 h PE. Com 25 h PE primórdios de dentes foram visualizados na boca conectada ao tubo retilíneo aberto com lume revestido por epitélio simples cilíndrico. Com 243 h PE o trato digestório estava dividido em cavidade bucofaríngea e esôfago revestidos por epitélio estratificado pavimentoso, estômago em forma de U com camada simples de células cilíndricas no lume e glândulas tubulares na região cárdica, e intestino médio com inúmeros cecos pilóricos na região proximal, dividido do intestino posterior por septo retal. O epitélio destes dois últimos segmentos era similar ao do estômago, diferenciando-se na quantidade e distribuição de células claras em seu interior...
The present work aimed to describe the early phases of the life cycle of Brycon amazonicus. Methods included the analysis of fertilization and early development by scanning electron microscopy (SEM), light microscopy (LM) and the analysis of the variations in body morphometry. The period from gametes extrusion and 76 hours after fertilization (AF) was assessed in laboratory with a water temperature of 27.98 ± 0.81 ºC. From 76 hours AF to 25 days old the larval assessment was performed in fishery with a water temperature of 30.30 ± 1.98 ºC. The oocytes diameter at extrusion was 1.21 ± 0.06 mm, when 87.7% of them measured between 1.11.and 1.30 mm. Up to 180 min AF there was an enlargement of the perivitelline space and the oocytes diameter reached 3.81 ± 0.40 mm. The spermatozoa entrance inside micropyle and the formation of protection cones occurred between 10 to 30 seconds after gametes activation and embryogenesis was achieved 13 h AF. At hatching, total larval length was 3.45 ± 0.38 mm; the yolk sac volume was 0.54 ± 0.17 μL and its total reabsorption occurred 53 hours after hatching (AH). The greater consumption efficiency of yolk occurred between 33 to 47 h AH. At 25 h AH rudimentary teeth were observed in the mouth. Mouth was connected to the open linear tube with lumen covered by simple cylindrical epithelium. 243 h AH, digestory tract was divided in bucopharyngeal cavity and esophagus covered by squamous stratified epithelium; stomach had a U shape with a single layer of cylindrical cells at the lumen and tubular glands at cardiac region; midgut showed countless pyloric caeca at the anterior region, separated from hindgut by rectal septum. Midgut and hindgut had an epithelium similar to the stomach, except for the amount and distribution of clear vesicular cells inside it... (Complete abstract, click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Ontogenia, Peixe - Morfologia - Aparelho digestivo, Alometria, Brycon amazonicus, Ontogeny, Morphology, Digestory tract, Alometry

Como citar

NEUMANN, Erika. Desenvolvimento inicial de jatuarana, Brycon amazonicus (Teleostei, Characidae). 2008. x, 108 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Centro de Aqüicultura, 2008.