Desenvolvimento e validação da versão brasileira digital do children's anxiety questionnaire

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

0024-02-15

Orientador

Avila, Marla Andréia Garcia de

Coorientador

Silva, Juliana Bastoni da

Pós-graduação

Enfermagem - FMB 33004064081P0

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

INTRODUÇÃO:.A ansiedade de hospitalização é um fenômeno multidimensional, caracterizado por aspectos biológicos e psicológicos, desencadeados de um processo estressante e ameaçador de inserção em ambiente hospitalar. Na área da enfermagem, a comunicação é extremamente importante, atuando como um meio facilitador entre o enfermeiro e o paciente. Ela vai além das palavras, inclui uma escuta atenta, expressão facial e corporal adequada, sendo uma abordagem terapêutica eficaz para aqueles que necessitam dela. OBJETIVOS: Transpor a versão brasileira impressa do Children’s Anxiety Questionaire (CAQ) em um formato digital em 2D. Validar a versão digital em 2D do CAQ com enfermeiros e crianças hospitalizadas. Verificar a associação entre o instrumento impresso e o formato digital em 2D. MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa metodológica e multicêntrica. Foi conduzida nos anos de 2021 a 2022, no Hospital Geral de Palmas (HGP), no Estado do Tocantins e no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), no Estado de São Paulo. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Medicina de Botucatu e da Universidade Federal do Tocantins, por meio dos pareceres: 4.767.651 e 4.987.228. Participaram do estudo enfermeiros que atuam na assistência pediátrica nos diferentes serviços. Estabeleceu-se a participação de no mínimo 40 enfermeiros e 40 crianças de diferentes idades. Os enfermeiros foram contactados e convidados pelos autores via e-mail ou por aplicativo de mensagem. Foi empregada uma pontuação de corte, o IVC igual a 0,80, sendo que os itens com índices com média inferior ao IVC estipulado no estudo foram adequados. As crianças responderam a versão digital em 2D, em um tablet e, sequencialmente, a versão impressa, ou vice-versa, conforme tabela de randomização. Foi utilizada a taxa de concordância de 90%. RESULTADOS: O instrumento digital Children’s Anxiety Questionnaire foi validado em conteúdo por 51 especialistas das instituições participantes do estudo, com um Índice de Validade de Conteúdo Global de 0,95. Dados da validação da aparência por 80 crianças com uma média de 7,9 anos mostram uma taxa de concordância de 90%. Não houve diferença significativa entre os escores do CAQ impresso e digital nas diferentes faixas etárias. CONCLUSÃO: A versão digital do CAQ foi validada por especialistas das instituições participante do estudo, com um Índice de Validade de Conteúdo Global de 0,96, sugerindo que é relevante para a prática pediátrica. O instrumento pode favorecer o processo de comunicação entre enfermeiros, crianças e suas famílias, visto que a ferramenta possibilita que as crianças verbalizem seus sentimentos, sejam eles positivos ou negativos. A utilização desse recurso foi satisfatório, pois mostrou-se adequada para subsidiar os enfermeiros na assistência às crianças durante o tratamento, favorecendo um cuidado sistematizado e humanizado.

Resumo (inglês)

INTRODUCTION: Hospitalization anxiety is a multidimensional phenomenon characterized by biological and psychological aspects triggered by a stressful and threatening process of admission to a hospital environment. In the nursing field, communication is extremely important, acting as a facilitator between the nurse and the patient. It goes beyond words, including attentive listening, appropriate facial and body expressions, being an effective therapeutic approach for those who need it. OBJECTIVES: Translate the printed Brazilian version of the Children’s Anxiety Questionnaire (CAQ) into a 2D digital format. Validate the 2D digital version with nurses and hospitalized children. Investigate the association between the printed instrument and the 2D digital format. METHOD: This methodological and multicenter study was conducted from 2021 to 2022 at the General Hospital of Palmas (HGP) in Tocantins and at the Hospital das Clínicas of the Botucatu School of Medicine (HCFMB) in São Paulo. The research was approved by the Research Ethics Committee of the Botucatu School of Medicine and the Federal University of Tocantins, with protocol numbers 4,767,651 and 4,987,228. The participation of at least 40 nurses and 40 children of different ages was established. Nurses working in the pediatric ward of HGP and providing pediatric care in various services of HCFMB participated in the study. Fifty-eight nurses were invited via email or messaging apps, instructed to analyze both the printed and digital instruments, and then apply them to a child, providing feedback. Data analysis utilized the Content Validity Index (CVI), with a cutoff score of 0.80, indicating adequacy for items with an average index below the established CVI. Children responded to the 2D digital version on a tablet and subsequently to the printed version, or vice versa, according to a randomization table. A concordance rate of 90% was employed. RESULTS: The digital version of the Children’s Anxiety Questionnaire was content validated by 51 experts from participating institutions, yielding a Global Content Validity Index of 0.95. Appearance validation data from 80 children, averaging 7.9 years, showed a concordance rate of 90%. There was no significant difference between the scores of the printed and digital CAQ across different age groups. CONCLUSION: The digital version of the CAQ was content validated by experts from participating institutions, with a Global Content Validity Index of 0.96, suggesting its relevance in pediatric practice. The instrument can enhance communication between nurses, children, and their families, enabling children to express their feelings, whether positive or negative. The use of this tool was positive, proving suitable for supporting nurses in caring for children during treatment, promoting systematic and humane care. The CAQ can be employed as an audiovisual instrument by nurses to systematize nursing care in pediatrics, aiming to measure children's self-reported anxiety, both in electronic and 2D formats. The application was successful, providing a positive experience, as the data are utilized to offer children systematic care tailored to their needs.

Descrição

Idioma

Português

Como citar