Initial physic nut nutrition and potassium balance in the soil-plant system

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014-05-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Univ Federal Campina Grande

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The objectives of this study were to evaluate the mineral nutrition and the response of physic nut to potassium fertilization as well as to assess whether the species can absorb K from the non-exchangeable soil fraction. The study was conducted in a greenhouse, in randomized blocks, and with four repetitions. Physic nut plants were cultivated in plastic recipients filled with 50 dm(3) of a Dark Red Latosol fertilized with rates of 0, 40, 80, 120 and 160 mg K dm(-3) of soil. One hundred and fifty days after planting, the height, stem diameter and leaf area of the plants were measured, and the dry mass, concentration in leaf and total accumulation of macro and micronutrients were determined, as well as the soil contents of exchangeable and non-exchangeable K. The K balance in the soil-plant system was also calculated. The increase of potassium fertilization resulted in a greater uptake of K, Ca and Mn but did not alter the total dry mass production of physic nut. The species can release and absorb K from the non-exchangeable soil fraction.

Resumo (português)

Objetivou-se, neste trabalho, avaliar a nutrição mineral e a resposta do pinhão-manso à adubação potássica, bem como se a espécie pode absorver K da fração não-trocável do solo. O estudo foi conduzido em estufa plástica, em blocos casualizados com quatro repetições. Plantas de pinhão-manso foram cultivadas em vasos plásticos preenchidos com 50 dm3 de um Latossolo Vermelho Escuro testando-se as doses de 0, 40, 80, 120 e 160 mg K dm-3 do solo; após 150 dias do plantio foram mensurados altura, diâmetro de colo e área foliar das plantas e se determinou massa seca, teores foliares e acúmulo total de macro e micronutrientes, além dos teores de K trocável e K não-trocável do solo. O balanço do K no sistema solo-planta também foi calculado. O aumento da adubação potássica resulta em maior absorção de K, Ca e Mn mas não altera a produção de massa seca total do pinhão-manso. A espécie é capaz de disponibilizar e absorver K da fração não-trocável do solo.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Revista Brasileira De Engenharia Agricola E Ambiental. Campina Grande Pb: Univ Federal Campina Grande, v. 18, n. 5, p. 495-500, 2014.

Itens relacionados