A (in) existência da sexualidade no curso de pedagogia: o currículo oculto em evidência

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The curriculum is an important instrument, through which are outlined the main aspects to be achieved in the educational context . It can be real, occurs in the classroom as a result of the education program, and be hidden normally be transmitted without being mentioned by teachers. Sexuality although it is not integrated with the components of the formal curriculum, and is present in said prohibited school , the way you act, speak and articulate the school community , expressing itself through the hidden curriculum. Considering this, the present study based on qualitative and quantitative aimed to analyze the curriculum of a course in pedagogy of a State University located in the State of São Paulo, as well as giving voice to students of that course in order to analyze if sexuality is to clearly present the formal curriculum. Therefore , a study of the documents in that course , but precisely its curriculum process n º 342/89 , their volumes I to IX , the period extending from 1959 to 200, as well as the curriculum in force until the year 2007. In addition, we used a closed questionnaire containing 20 questions which included the participation of 70 students Pedagogy daytime and night of that educational institution. Since its initial curriculum to the latest nonexistent space for disciplines sexuality, and the ' progress ' that can be noted is the introduction of the limited elective courses that no longer exist in the current course. In the words of most students sexuality is not a matter encompassed in that course. These data show that both the real and the hidden curriculum does not give due importance to this issue. Therefore, it is imperative that this course, as well as the different undergraduate courses, should adhere to sexuality need to be part of the actual curriculum, in order to allow students access to this knowledge.

Resumo (português)

O currículo é importante instrumento, por meio do qual são delineados os aspectos principais a serem alcançados no contexto educacional. Ele pode ser real, isto é, ocorrer em sala de aula em decorrência do projeto pedagógico, bem como, ser oculto, sendo transmitido sem ser habitualmente mencionado pelos professores. A sexualidade embora não esteja integrada aos componentes do currículo formal, está presente nos ditos e interditos escolares, na maneira de agir, articular e falar da comunidade escolar, se expressando por meio do currículo oculto. Considerando isso, o presente estudo de natureza qualitativo e quantitativo teve por objetivo analisar a grade curricular de um curso de Pedagogia de uma Universidade Estadual localizada no interior do Estado de São Paulo, assim como, dar voz aos discentes do referido curso a fim de analisar se a sexualidade está presente de forma nítida no currículo formal. Para tanto, foi realizado um estudo documental do referido curso, mais precisamente do seu processo curricular nº 342/89, dos seus volumes I a IX, ou seja, do período que se estende de 1959 até 2009, bem como do programa curricular vigente até o ano de 2007. Além disso, empregou-se um questionário fechado contendo 20 questões o qual contou com a participação de 70 alunos de Pedagogia do período diurno e noturno da referida Universidade. Desde o seu curriculum inicial até o mais recente inexiste espaço para disciplinas de sexualidade, sendo que o ‘avanço’ que pode ser assinalado é a introdução de escassas disciplinas optativas que não mais existem no curso vigente. Nos dizeres da maioria dos discentes, a sexualidade não é um assunto abarcado no mencionado curso. Estes dados mostram que tanto o currículo real quanto o oculto não dão o devido espaço a este tema. Isto posto, é imprescindível que este curso, assim como os diferentes cursos de licenciatura, se atenham a necessidade da sexualidade e da educação sexual fazerem parte da grade curricular real, de maneira a possibilitar aos alunos o acesso a este saber.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v. 8, n. 1, p. 275-290, 2013.

Financiadores