Reação de cultivares de alface do grupo crespa aos nematoides de galhas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-12-02

Orientador

Braz, Leila Trevisam
Soares, Pedro Luiz Martins

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Produção Vegetal) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A alface é a principal hortaliça folhosa cultivada no mundo, sendo a mais comercializada a do tipo crespa. Com o cultivo consecutivo na mesma área, vários fatores podem prejudicar a produtividade, se destacando os danos causados pelos nematoides de galha, Meloidogyne spp. Este trabalho teve como objetivo avaliar vinte cultivares de alface, do grupo crespa, quanto a reação à Meloidogyne incognita, M. javanica e M. enterolobii. Foram realizados três ensaios, um para cada espécie de nematoide. Os experimentos foram conduzidos em casa de vegetação, em vaso com substrato autoclavado. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com cinco repetições. As plantas foram inoculadas com 1.000 ovos e eventuais juvenis de segundo estádio do nematoide, no dia do transplantio das cultivares. O tomateiro 'Rutgers' foi utilizado como padrão de viabilidade do inóculo de cada espécie de nematoide. As variáveis avaliadas foram: número total de ovos e juvenis do segundo estádio (NTOJ), fator de reprodução (FR) e número de ovos e juvenis de segundo estádio por grama de raiz (NOJGR) avaliadas 60 dias após a inoculação. Os resultados obtidos mostraram que as cultivares Verônica, Grand Rapids e Crespa para Verão foram resistentes as espécies M. enterolobii, M. incognita, M.javanica. As cultivares Thaís, SRV 2005 e Marisa foram resistentes as espécies M. incognita e M. javanica. A cultivar Black Seed Simpson foi resistente à M. enterolobii. As cultivares Vanda e Mônica SF 31 foram resistentes à M. incognita. As cultivares Crespa, Rubia, Cinderela e Veneranda foram resistentes à M. javanica.

Resumo (inglês)

Lettuce is the main leafy vegetable grown in the world, in marketing the lettuce curly leaf type is predominant. With consecutive cultivation in same area several factors may impair productivity, highlighting the damage caused by root-knot nematodes, Meloidogyne spp. This work aimed to evaluate the reaction of twenty cultivars curly leal lettuce to Meloidogyne incognita, M. javanica e M. enterolobii. Three tests were conducted one for each nematode species. The experiment was carried out in a greenhouse, in pots with sterilized substrate. The design was a randomized block, with five repetitions. Seedlings were inoculated with 1000 eggs and second-stage juveniles of the nematode test per pot, on the day of transplantation of the cultivar. The tomato 'Rutgers' was used as inoculum viability standard for each specie tested. The variables evaluated were : reproduction factor (FR), total eggs number and juveniles (NTOJ) and eggs number and juveniles by root gram(NOJGR), 60 days after inoculation. The results showed that among cultivars Veronica, Grand Rapids and Crespa para Verão were the resistant to the nematode species in the study. The cultivars Thaís, SRV 2005 and Marisa were resistant to species M. incognita e M. javanica. To cultivate Black Seed Simpson was resistant to M. enterolobii. The cultivars Vanda and Mônica SF 31 were resistant to M. incognita. The cultivars Crespa, Rubia, Cinderela and Veneranda were resistant to M. javanica.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores