Conservação frigorificada de pêssegos ‘Tropic beauty’ irradiados com e sem utilização de permanganato de potássio

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-02-08

Orientador

Vieites, Rogério Lopes

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Este trabalho teve como objetivo prolongar a vida útil de pêssegos cv. Tropic Beauty, provenientes de Holambra II – SP, com o emprego da irradiação gama e o uso de adsorvedores de etileno em frutos refrigerados. Foram realizados dois experimentos: Experimento 1 - frutos irradiados (0,0; 0,4; 0,6; 0,8; 1,0KGy) submetidos à atmosfera modificada passiva (sem adsorção de etileno); e Experimento 2 - frutos irradiados (0,0; 0,4; 0,6; 0,8; 1,0KGy) submetidos à atmosfera modificada ativa (com adsorção de etileno por saches de permanganato de potássio, 12g). Os frutos foram selecionados, embalados e prérefrigerados a 4°C por 12 horas para então serem irradiados na EMBRARAD, localizada em Cotia – SP. Logo após seguiram para o Laboratório de Frutas e Hortaliças, pertencente ao Departamento de Gestão e Tecnologia Agroindustrial, da Faculdade de Ciências Agronômicas – UNESP – Câmpus de Botucatu, SP. Nos dois experimentos, os frutos após os tratamentos, foram armazenados em B.O.D. a 0°C e com 90±5% de UR por 25 dias. As avaliações foram realizadas a cada cinco dias, durante 25 dias de armazenamento. As alterações na qualidade pós-colheita foram detectadas por meio das análises de perda de massa fresca, firmeza, pH, acidez titulável, sólidos solúveis, relação SS/AT “Ratio”, ácido ascórbico, açúcares redutores, açúcares redutores totais e respiração. O delineamento estatístico empregado foi inteiramente casualizado com três repetições por tratamento para cada um dos cinco tempos de avaliação, utilizando-se o Teste de Tukey a 5% de probabilidade. Nas condições em que os experimentos foram realizados, os resultados permitem concluir que, a irradiação gama e o uso de adsorvedores de etileno influenciaram as características avaliadas. Analisando os resultados conclui-se que o uso da atmosfera...

Resumo (inglês)

This study aimed to prolong the shelf-life of cv. Tropic Beauty peaches, from Holambra II-SP, employing gamma irradiation and the use or not of adsorbent ethylene in refrigerated fruits. Two experiments were conducted: 1- fruit irradiated (0.0, 0.4, 0.6, 0.8, 1.0KGy) submitted to a passive modified atmosphere (no adsorption of ethylene), and 2- fruit irradiated ( 0.0, 0.4, 0.6, 0.8, 1.0KGy) submitted to an active modified atmosphere (with the adsorption of ethylene by potassium permanganate sachets, 12g). The fruits were selected, packaged and pre-chilled at 4°C for 12 hours to be irradiated at EMBRARAD, located in Cotia - SP. They were directed to the Laboratory of Fruit and Vegetables from the Department of Management and Agribusiness Technology of the Agronomical Sciences Faculty - UNESP - Botucatu, Brazil. In both experiments, the fruits after the treatments were stored in B.O.D at 0 ° C with 90 ± 5% RH for 25 days. Evaluations were conducted every five days, during 25 days of storage. Changes in the post-harvest quality were detected by means of the analysis of fresh mass loss, texture (firmness), pH, total titrable acidity, soluble solids, ‘Ratio’ (SS/TTA), ascorbic acid, reducing ...(Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

COSTA, Sérgio Marques. Conservação frigorificada de pêssegos ‘Tropic beauty’ irradiados com e sem utilização de permanganato de potássio. 2008. xi, 58 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2008.

Itens relacionados