Alteração cromática de resinas compostas laboratoriais submetidas à imersão em diferentes soluções

Resumo

The pigmentation of indirect composite resins has been one of the most common reasons that lead the restorative treatment to failure. The purpose of this study was to investigate the effect of different solutions on color stability of indirect composite resins. Five brands of indirect composite resins were tested: Adoro, Resilab, Cristobal, Sinfony and Epricord. The samples were immerged in eleven solutions (n=10): common liquid foods (coke soft drink, red wine, coffee and orange juice), mounthrinses (Listerine, Oral-B, Colgate Plax and Periogard) and bleaching agents (carbamide peroxide 16%, 7.5% and hydrogen peroxide 38%) and artificial saliva (control group). The color was measured by a spectrophotometer before and after 7, 14 and 21 days of immersion in common liquid foods, after 12, 24, 36 and 60 hours of immersion in mounthrinses and after 7 and 14 days of immersion in bleaching agents. The Cristobal and Adoro resins showed highest values of ΔE statistically significant compared to the others resin brands. Adoro’s ΔE values changed significantly after the immersion process in red wine and coffee and also between periods measured. The resins Cristobal and Sinfony showed the highest values of ΔE after the immersion process in Listerine with difference statistically significant in comparison to control group. Besides, there was difference statistically significant of the ΔE values  for  Cristobal  after  immersion  in hydrogen peroxide 7,5% in comparison to control group. It can be conclude that all the solutions promoted color change on the indirect composite resins. However, ΔE values  are  whitin  the  values clinically acceptable.
A pigmentação das restaurações indiretas de resina composta ainda continua sendo um dos motivos que determina o sucesso ou insucesso do tratamento restaurador. O propósito deste estudo foi investigar o efeito de diferentes soluções sobre a mudança de cor de resinas compostas indiretas. Cinco marcas diferentes de resinas foram avaliadas: Adoro, Resilab, Cristobal, Sinfony e Epricord. As amostras foram submetidas a onze diferentes tipos de soluções (n = 10): soluções de bebida (coca, vinho, café e suco de laranja), colutórios (Listerine, Oral-B, Plax, Periogard) e agentes de clareamento dental (peróxido de carbamida 16%, 7,5% e peróxido de hidrogênio 38%), e a saliva artificial (controle). A cor foi analisada por espectrofotômetro, antes, e após 7, 14 e 21 dias de imersão nas bebidas; após 12, 24, 36 e 60 horas de imersão em colutórios; e após 7 e 14 dias de imersão em agentes clareadores. As resinas Cristobal e Adoro apresentaram os maiores valores de ΔE, estatisticamente significante, em relação aos valores obtidos pelas outras marcas de resina. Os valores de ΔE da resina Adoro alteraram significativamente após imersão em soluções de vinho e café e entre os períodos mensurados. As resinas Cristobal e Sinfony apresentaram os maiores valores de ΔE após imersão em Listerine, com diferença significativa em relação ao controle. Além disso, houve diferença significativa dos valores de ΔE para a resina Cristobal após imersão em hidrogénio a 7,5% em comparação ao controle. Pode-se concluir que todas as soluções promoveram alteração de cor das resinas indiretas, no entanto os valores ΔE estão dentro de limites clínicos aceitáveis.

Descrição

Palavras-chave

Dental esthetic, Color, Coloring agents, Estética dentária, Cor, Agentes corantes

Como citar

Revista Odontológica de Araçatuba, v. 33, n. 2, p. 33-40, 2012.