O impacto da qualificação da mão-de-obra no desempenho comercial do Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-08-27

Orientador

Cinquetti, Carlos Alberto

Coorientador

Pós-graduação

Economia - FCLAR

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Modelos de concorrência monopolista estão sendo utilizados para analisar o impacto das intervenções governamentais em mercados de concorrência imperfeita. Nesta pesquisa utilizou-se um modelo de custo comparativo, que permite analisar o custo das mudanças nas vantagens comparativas com as variações nas dotações de trabalho qualificado e não qualificado num ambiente de preços distorcidos por políticas intervencionistas. A investigação utiliza um conjunto de dados em painel da indústria de manufaturas no período entre 1967 a 1988, que compara o Brasil com um conjunto de países desenvolvidos, denominados economias integradas. As estimações mostram que as Vantagens Comparativas Reveladas (VCR) foram negativamente relacionadas com as tarifas, que as exportações do Brasil cresceram com elevados custos comparativos e que sua pequena porção de exportação diante do mercado mundial não colaborou com a formação de capital humano. Além disso, verifica-se que as exportações se relacionaram negativamente com as economias de escala e positivamente com o tamanho da indústria, ou seja, com as vantagens comparativas, de maneira que as economias de escala foram ajustadas ao tamanho da indústria local. O conjunto desses efeitos aponta para a direção oposta da eficiente alocação dos recursos. Para dar sustentação a esse resultado, foi realizada uma resenha da literatura empírica, desenvolvida para o estudo da localização da produção, a fim de justificar os métodos e a utilização do modelo exposto.

Resumo (inglês)

The models of monopolist competition are being used to analyze the governmental interventions impact of imperfect competition in markets. This search was done based in a comparative cost model which allows to analyze the cost of the changes in the comparative advantages with variations in the endowments of skilled and unskilled labor in an environment of prices distorted for interventionist politics. The inquiry uses a panel data set of the manufactures industry in a period from 1967 until 1988 comparing the Brazil with a set of developed countries designate for integrated economies. The expected searches show that the revealed comparative advantages (VCR) was negative related with the tariffs, the Brazil exportations had grown with high comparative costs and your small portion ahead of the world-wide market did not collaborate with the human capital formation. Moreover, the related export rate was negative within the economic scale, although it was positive within the industry growth scale, that is, with the comparative advantages, the economies scale have been adjusted to the local industry size. All effects related, points to the opposing direction of the efficient resources allocation. To provide sustentation for all results, in order an empirical literature summary was developed to the knowledge of the production localization, and the intention of this was justify the methods and the uses of the model displayed later about the tests and the results analysis.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MUTINHO, Simone. O impacto da qualificação da mão-de-obra no desempenho comercial do Brasil. 2007. 51 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2007.