Emergência de gramíneas no campo em função da densidade das sementes e da profundidade de semeadura

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-11-22

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Plantas daninhas da família Poaceae competem com as culturas agrícolas por espaço físico e recursos ambientais, como: água, luz, nutrientes, além de poderem hospedar pragas e doenças e interferir no processo de colheita. Essas espécies possuem alta produção de sementes que podem apresentar dormência, garantindo-lhes infestações por longo período mesmo com a adoção de medidas de controle químico. O objetivo desse estudo foi avaliar, em condições de campo, os efeitos de diferentes pesos específicos de sementes e de profundidades de semeadura sob a emergência das espécies de plantas daninhas da família Poaceae: M. maximum cv. mombaça, M. maximum cv. BRS zuri, U. brizantha cv. marandú e U. Ruziziensis. Cada espécie constituiu-se de um experimento conduzido em dois anos. Adotou-se o delineamento experimental em blocos casualizados, com quatro repetições e os tratamentos foram distribuídos em esquema fatorial 6 x 3, sendo seis profundidades de semeadura (1,0; 2,0; 4,0; 8,0; 12,0 e 16,0 cm de profundidade) associados a três pesos específicos de sementes (baixo; médio e alto). Os efeitos dos tratamentos foram avaliados pelas características quantitativas e qualitativas das sementes de diferentes pesos específicos, por meio de testes de emergência de plântulas das espécies em campo. As plântulas das plantas daninhas capim-mombaça, zuri, marandú e ruziziensis emergiram em profundidades de até 12 cm, independente dos pesos específicos das sementes e do ano de estudo. Semeaduras entre 1,0 e 4,0 cm de profundidade promoveram os maiores valores de porcentagem, índice de velocidade, sincronia e uniformidade de emergência, além das menores necessidades de tempo médio para a emergência de plântulas dos capins mombaça, zuri, marandú e ruziziensis em campo, independente dos pesos específicos das sementes avaliadas. Os diferentes pesos específicos das sementes não influenciaram a emergência de plântulas em campo dos capins mombaça, zuri e ruziziensis. Sementes com peso específico alto resultaram nas maiores porcentagens de emergência de plântulas em campo, índice de velocidade e sincronia de emergência de plântulas de capim-marandú em semeaduras até 8,0 cm de profundidade.
Weeds from the Poaceae family compete with crops for physical space and environmental resources, such as: water, light, nutrients, in addition to being able to host pests and diseases and interfere with the harvesting process. These species have a high production of seeds that can present dormancy, guaranteeing long-term infestations even with the adoption of chemical control measures. The objective of this study was to evaluate, under field conditions, the effects of different specific seed weights and sowing depths on the emergence of weed species from the Poaceae family: M. maximum cv. mombaça, M. maximum cv. BRS zuri, U. brizantha cv. marandú and U. Ruziziensis. Each species consisted of an experiment conducted over two years. A randomized block experimental design was adopted, with four replications and the treatments were distributed in a 6 x 3 factorial scheme, with six sowing depths (1.0; 2.0; 4.0; 8.0; 12.0 and 16.0 cm deep) associated with three specific seeds weights (low, medium, and high). The effects of the treatments were evaluated by the quantitative and qualitative characteristics of seeds of different specific weights, through seedling emergence tests of the species in the field. Seedlings of the weeds mombaça grass, zuri, marandú and ruziziensis emerged at depths of up to 12 cm, regardless of the specific seed weights and the year of study. Sowings between 1.0 and 4.0 cm deep promoted the highest values of percentage, speed index, synchrony, and uniformity of emergence, in addition to the lowest average time requirements for the emergence of seedlings of mombaça, zuri, marandú and ruziziensis grasses in the field, regardless of the specific weights of the seeds evaluated. The different specific seed weights did not influence the emergence of seedlings in the field of mombaça, zuri and ruziziensis grasses. Seeds with high specific weight resulted in the highest percentages of seedling emergence in the field, speed index and emergence synchrony of marandú grass seedlings in sowings up to 8.0 cm deep.

Descrição

Palavras-chave

Sementes Germinação, Ervas daninhas, Gramíneas

Como citar

MARQUES, R. F. Emergência de gramíneas no campo em função da densidade das sementes e da profundidade de semeadura. 2023. 74 p. Tese (Doutorado em Engenharia Agronômica). faculfade de Ciências agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Jaboticabal, 2024.