Estimativa da necessidade de nitrogênio na cultura da batata com base no índice relativo de clorofila

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-07-21

Orientador

Soratto, Rogério Peres
Fernandes, Adalton Mazetti

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O nitrogênio (N) é um dos nutrientes extraídos em maior quantidade pela batateira e tem grande impacto no desempenho dessa cultura. A resposta da cultura da batata à adubação nitrogenada é dependente de diversos fatores, o que torna essencial o manejo correto do N, maximizando assim a absorção deste pela planta. Além disso, a aplicação de doses insuficientes ou demasiadamente elevadas de N pode reduzir a produtividade e a qualidade dos tubérculos produzidos e representar prejuízos aos produtores e riscos ao ambiente. Neste sentido, a estimativa da necessidade de N, mediante leituras do índice relativo de clorofila (IRC) nas folhas da cultura, com o clorofilômetro portátil, pode ser uma alternativa viável para tornar o manejo do N mais preciso. Contudo, ainda existe a necessidade de estabelecimento de critérios para a utilização dessa ferramenta na cultura da batata. Dessa forma, os objetivos deste trabalho foram: a) avaliar a correlação entre o IRC, obtido mediante leituras do clorofilômetro portátil, e o teor de N da folha de duas cultivares de batata (Agata e Electra), em diversos estádios de desenvolvimento e b) avaliar qual valor (90% e 95%) do índice de suficiência de N (ISN), calculado com base nas medidas IRC nas folhas em relação ao tratamento referência, é o mais adequado para indicar o momento da adubação nitrogenada em duas cultivares de batata e, consequentemente, proporcionar maior produtividade, qualidade de tubérculos e eficiência de utilização do N aplicado. Durante a safra “de inverno” de 2016, foram realizados quatro experimentos, sendo dois na Fazenda Experimental Lageado (Local 1) e dois em área particular de produção de batata (Local 2), ambas no município de Botucatu-SP. Em cada local foi conduzido um experimento com cada cultivar. Em todos os experimentos, o delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos por seis manejos do N: M1: 80 kg ha-1 de N no sulco de plantio + 80 kg ha-1 de N aos 10 dias após a emergência (DAE) + 80 kg ha-1 de N aos 30 DAE + 80 kg ha-1 de N aos 45 DAE (referência); M2: 80 kg ha-1 de N no sulco de plantio + 80 kg ha-1 de N aos 10 DAE (recomendado); M3: 160 kg ha-1 de N no sulco de plantio (baseado na adubação comumente utilizada pelos produtores, simulando aplicação de 4.000 kg ha-1 da fórmula N-P2O5-K2O 04-14-08); M4: 60 kg ha-1 de N no sulco de plantio + 40 kg ha-1 de N quando as leituras do clorofilômetro indicarem ISN < 90%; M5: 60 kg ha-1 de N no sulco de plantio + 40 kg ha-1 de N quando as leituras do clorofilômetro indicarem ISN < 95% e M6: testemunha (sem aplicação de N). O IRC, obtido mediante as leituras do clorofilômetro, correlacionou-se de forma positiva com o teor de N na folha das cultivares de batata Agata e Electra a partir dos 24 DAE. A aplicação de maiores doses de N, especialmente de forma parcelada, proporcionou maiores quantidades de N acumuladas e maior produtividade de tubérculos pela batateira, especialmente no Local 2 para ambas as cultivares, sendo o clorofilômetro mais preciso para indicar a ausência de deficiência de N, do que o momento e a necessidade de realização da adubação nitrogenada. O uso do ISN<90%, baseado na medida do clorofilômetro em uma área referência, permitiu definir quando se deve aplicar o N em cobertura na cultura da batata nas cultivares Agata e Electra, melhorando a eficiência de utilização do N, sendo este o capaz de proporcionar economia de N aplicado sem ocasionar redução na produtividade de tubérculos, quando comparadas com o tratamento referência (sem deficiência de N) e com a dose de N recomendada para a cultura.

Resumo (inglês)

Nitrogen (N) is one of the nutrients extracted in greater quantity by potato and has a great impact on the performance of this crop. The response of the potato crop to the nitrogen fertilization is dependent on several factors, which makes essential the correct management of N, thus maximizing its absorption by the plant. In addition, the application of insufficient or excessively high doses of N may reduce the productivity and quality of the tubers produced and represent damages to the producers and risks to the environment Therefore, the estimation of the need for N, through readings of the relative index of chlorophyll (IRC) in the leaves of the culture, with the portable chlorophyllometer, can be a viable alternative to make N management more accurate. However, there is still a need to establish criteria for the use of this tool in the potato crop. Thus, the objectives of this study were: a) evaluate the correlation between the IRC, obtained by readings of chlorophyll, and the N concentration in leaves of two potato cultivars (Agata e Electra) in various stages of development, and b) evaluate what value (90% or 95%) of N sufficiency index (NSI), calculated based on RCI measures in the leaves regarding the treatment reference, is best suited to indicate the time of N fertilizer in two cultivars potato and hence to higher tuber yields and quality, and N-use efficiency. In the year 2016, during winter season four experiments were carried out in the field conditions, two at Lageado Experimentl Farm (Site 1) and two in a private potato farm (Site 2), both in the municipality of Botucatu. In each site were carried out one experiment with each cultivar. The design used in each experiment will be randomized blocks, with six N managements (M1: 80 kg ha-1 N in the planting furrow + 80 kg ha-1 at 10 days after emergence (DAE) + 80 kg ha-1 at 30 DAE + 80 kg ha-1 at 45 DAE (reference); M2: 80 kg ha-1 N in the furrow + 80 kg ha-1 at 10 DAE (recommended) M3: 160 kg ha-1 N in the furrow (representing the application of 4000 kg ha-1 N-P2O5-K2O formula 04-14-08); M4: 60 kg ha-1 N in the furrow + 40 kg ha-1 when the chlorophyll readings indicate NSI < 90%; M5: 60 kg ha-1 N in the furrow + 40 kg ha-1 when the chlorophyll readings indicate NSI < 95% and M6: control - without N application) and four replications. The RCI, obtained through the chlorophyllometer readings, was positively correlated with the N content in the leaves of the Agata and Electra potato cultivars from 24 DAE. The application of higher doses of N, especially in a piecemeal manner, provided higher amounts of N accumulated and higher yield of tubers of potato, especially in Site 2 for both cultivars, being the chlorophyllometer more accurate to indicate the absence of N deficiency, than the time and need for nitrogen fertilization. The use of the NSI <90%, based on the measurement of the chlorophyllometer in a reference area, allowed to define when N to cover the potato crop in the Agata and Electra cultivars should be applied, improving the efficiency of N utilization, of providing N economy applied without causing a reduction in tuber yield when compared to the reference treatment (without N deficiency) and to the N dose recommended for cultivation.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados