Taxonomia e distribuição da família Porcellanidae Haworth (Crustacea: Decapoda: Anomura) no litoral brasileiro

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-09-03

Orientador

Melo, Gustavo Augusto Schmidt de

Coorientador

Pós-graduação

Ciências Biológicas (Zoologia) - IBRC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A família Porcellanidae Haworth tem ampla ocorrência em regiões tropicais e é subtropicais, e é composta, principalmente, por espécies litorâneas. Ocupam uma variedade de habitats e vivem, principalmente, em substratos duros, tais como sistemas de grutas, recifes de coral, sob pedras e em fundos de algas calcárias. Desde a principal revisão da família Porcellanidae do Atlântico Norte ocidental, importantes esforços têm sido feitos para entender a composição, diversidade, distribuição e comportamento destes caranguejos. Os exemplares examinados foram provenientes de diversas coleções carcinológicas e o tratamento sistemático relativo a cada táxon consiste de sinonímia, tipo(s), localidade-tipo, descrição, tamanho, cor, habitat, material examinado, distribuição geográfica, variação, observações, mapa de distribuição e fotos. Diante da escassez de estudos sistemáticos mais abrangentes sobre os porcelanídeos, o presente trabalho apresenta uma revisão da família Porcellanidae no litoral brasileiro e tem como objetivo determinar quais espécies se distribuem no litoral brasileiro e esclarecer, se possível, os problemas sistemáticos e nomenclaturais relacionados a essas espécies. Foram identificadas 20 espécies de porcelanídeos, porém, devido à ampla distribuição geográfica e à ampla variação morfológica, acredita-se que algumas espécies, tais como Petrolisthes armatus e P. galathinus, representem complexos de espécies. Seis padrões de distribuição latitudinais e três longitudinais foram observados. A análise do material forneceu a ampliação da ocorrência de seis espécies. A ocorrência de Pachycheles chacei Haig, 1956, mencionada diversas vezes no litoral brasileiro, não é corroborada no presente trabalho

Resumo (inglês)

The family Porcellanidae Haworth has widespread occurrence in tropical and subtropical regions, and is composed, mostly, of littoral species. They occupy a variety of habitats and live mainly on hard substrates, such as cave systems, coral reefs, under rocks and on the bottom of calcareous algae. Since the major revision of family Porcellanidae in western North Atlantic, important efforts have been made to understand the composition, diversity and behavior of these crabs. The examined specimens were from several carcinological collections and the systematic treatment related to each taxon consists on synonymy, type(s), type-locality, description, size, color, habitat, examined material, geographical distribution, variation, remarks, distribution map and photos. Considering the lack of systematic studies comprehending porcelain crabs, the present work presents a review of family Porcellanidae on the Brazilian littoral and determine which species are distributed along the coast. Also clarify, if possible, the systematic and nomenclatural problems related to these species. There are 20 species of porcelain crabs, but due to the wide geographical distribution and morphological differences, it is believed that some species, such as Petrolisthes armatus and P. galathinus, represent species’ complex. Six patterns of latitudinal distribution and three of longitudinal were observed. The analysis of the material increased the occurrence of six species. The occurrence of Pachycheles chacei Haig, 1956, cited several times in the Brazilian littoral, was not corroborate in the present work

Descrição

Idioma

Português

Como citar

FERREIRA, Luciane Augusto de Azevedo. Taxonomia e distribuição da família Porcellanidae Haworth (Crustacea: Decapoda: Anomura) no litoral brasileiro. 2010. 232 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2010.

Itens relacionados