Ação da própolis sobre parâmetros hematológicos e bioquímicos séricos e seu efeito no bem-estar de papagaios-verdadeiros (Amazona aestiva) em cativeiro

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-12-16

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar o efeito do uso da própolis sobre parâmetros hematológicos e bioquímicos séricos em papagaios-verdadeiros (Amazona aestiva). Para isto, 12 aves adultas (6 machos e 6 fêmeas) foram distribuídas aleatoriamente em gaiolas individuais, com livre acesso à água e 60g diárias de ração comercial (Papagaio Mix – Biotron®). As aves foram divididas em três tratamentos, com diferentes níveis de própolis (A=0,0%; B=0,5% e C=1,0%), em três fases distintas (I, II e III), com duração de 15 dias para as fases I e III e 30 dias para a fase II, totalizando 60 dias. Nas fases I e III, todas as aves receberam ração do tratamento A, e na fase II receberam A, B ou C, sendo 4 aves por tratamento. Durante o experimento, foram colhidas sobras de ração, diariamente, para determinação do consumo. Ao término de cada fase, as aves foram pesadas e realizou-se colheita de sangue para avaliações bioquímicas e hematológicas. Para as variáveis analisadas foi utilizada ANOVA e o contraste entre as médias pelo teste de Tukey (P< 0,05). Parâmetros bioquímicos sugeriram que a própolis a 0,5% reduziu os níveis de lactato desidrogenase (LDH). Quanto aos parâmetros hematológicos, sugeriu-se que no tratamento B houve aumento das concentrações de hemoglobina e eosinófilos. O consumo foi reduzido para as aves do tratamento C (1,0% de própolis) durante a fase II, evidenciando a baixa palatabilidade da ração com alto nível de própolis. Os resultados permitiram concluir que 0,5% de própolis melhorou os níveis de LDH, hemoglobina e eosinófilos; 1,0% de própolis reduziu o consumo de ração pelas aves
The aim of this study was to evaluate the effect of Brazilian propolis on serum biochemical and hematological parameters for captive Blue-fronted Amazon parrots (Amazona aestiva). Twelve adult birds (6 male and 6 female) were housed in individual cages with ad libitum water and each bird received 60g of a commercial diet (Papagaio Mix, Biotron®) per day. Birds were randomly distributed in three treatments which were: A-a commercial diet without Brazilian propolis (Papagaio Mix, Biotron®); B - the commercial diet with 0.5% of Brazilian propolis; and C - the commercial diet with 1.0% of Brazilian propolis. There were 4 repetitions per treatment and the parrot was the experimental unit. The trial lasted 60 days and was divided in three phases (I, II and III), phase I and III lasted 15 days and phase II 30 days. All birds were fed the diet of treatment A during phase I and III and in the phase II parrots were fed the three treatments. Food remains were collected during the whole experimental period for evaluation of feed intake. At the end of each phase, blood sample were collected from for biochemical and hematological evaluation and birds were also weighted. The results were performed by ANOVA and the means were compared by Tukey test (P≤0.05). Biochemical parameters suggested that 0.5% of Brazilian propolis in diet acted as a liver protection agent reducing the lactate desidrogenase level. For hematological parameters birds from treatment B had the higher hemoglobin concentration and eosinophils count compared to others treatment. The feed intake was lower for birds from treatment C (1.0% of Brazilian propolis) during the phase II showing the low palatability of the diet with high level of propolis. The results showed that 0.5% of propolis improved the levels of LDH, hemoglobin and eosinophils; 1.0% of propolis reduced feed intake by birds

Descrição

Palavras-chave

Nutrição animal, Papagaio (Ave) - Alimentos e rações, Própolis - Aspectos imunológicos, Amazon parrots - Diet

Como citar

SILVA, Cínthia Rio Branco da. Ação da própolis sobre parâmetros hematológicos e bioquímicos séricos e seu efeito no bem-estar de papagaios-verdadeiros (Amazona aestiva) em cativeiro. 2011. xi, 78 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, 2011.