Adsorção e disponibilidade de fósforo para o crescimento inicial de mamoneira em solos com diferentes classes texturais

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-08-18

Orientador

Büll, Leonardo Theodoro
Beltrão, Napoleão Esberard de Macêdo

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Objetivou-se com este trabalho avaliar a capacidade máxima de adsorção de P em quatro tipos de solo e a sua correlação com características químicas e físicas do solo, bem como os níveis críticos de P no solo e na planta e a eficiência dos extratores Mehlich-1 e Resina de troca aniônica na quantificação do P disponível para plantas de mamoneira nos solos estudados. Foram utilizadas amostras de quatro solos de diferentes regiões do Nordeste, tendo apresentado variação de características químicas e físicas dentro de cada classe. Para avaliar a capacidade máxima de adsorção de P (CMAP), os valores de quantidade de P adsorvido ao solo e de concentração de P na solução de equilíbrio foram ajustados à isoterma de Langmuir e Freundlich. A capacidade máxima de adsorção de fósforo (CMAP) dos solos variou de 0,2793 mg g-1 a 0,3954 mg g-1 nos solos estudados, tendo sido o RY com maior teor de argila (330 g kg-1), o que adsorveu maior quantidade de P. A isoterma de Langmuir foi mais eficiente na determinação da CMAP dos solos estudados quando comparada à isoterma de Freundlich. Os valores encontrados para a CMAP dos solos são menores do que aos de outras regiões do país. Os valores de P-rem encontrados, apresentaram variação nos solos, tendo variado de 16,28 mg L-1 a 43,73 mg L-1, e o maior valor foi observado no TCo com 135,6 g kg-1 de argila. O extrator Melich-1 foi mais eficiente na extração de P para o TCo, o CXbe e CXve, em relação à Resina trocadora de íons, independentemente da dose aplicada.Os níveis críticos de P no solo para 90% da produção máxima variaram de 21,33 mg dm-3 a 416,64 mg dm-3 para o extrator Mehlich-1 e de 30,70 mg dm-3 a 177,51 mg dm-3 para a Resina de troca aniônica

Resumo (inglês)

The objective of this study to evaluate the maximum asorption capacity of P in four soils and its correlation with chemical and physical characteristics of the soil as well as the critical levels of P is soil and plant efficiency and Mehlich-1 and Anion extractors Resin in the quantification of P available for the castor bean plants in the soils. Samples of four soils from different areas of the Northeast region of Brazil were used, and there was variation of chemical and physical characteristics within each class. In order to evaluate the maximum P adsorption capacity (MPAC), the values of the amount of P adsorbed to soil and P concentrations in the equilibrium solution were adjusted to the Freundlich and Langmuir isotherm. The maximum phosphorus adsorption capacity (MPAC) of the soils ranged from 0.2793 mg g-1 to 0.3954 mg g-1 in the studied soils, and the RY with the highes clay content (330 g kg-1), adsorbed the highes amount of P. The Langmuir isotherm was more efficient in determining the MPAC of the studied soils than the Freundlich isotherm. The values found for the MPAC of the soils are lower than those in other regions of the country. The P-rem values found showed variation in the soils. They ranged ranging from 16.28 mg L-1 to 43.73 mg L-1 and the highest value was found in the TCo with 135,6 g kg-1 clay. The Melich-1 extractor was more efficient at extracting P to TCo, to CXbe and to CXve than the ion exchange resin, regardless of the applied dose. The critical levels of P in soil to 90% of maximum yield ranged from 10.92 mg dm-3 to 369.63 mg dm-3 for the Mehlich-1 extractor and from 8.28 mg dm-3 to 125.86 mg dm-3 for the anion extractor resin

Descrição

Idioma

Português

Como citar

BRITO NETO, José Félix de. Adsorção e disponibilidade de fósforo para o crescimento inicial de mamoneira em solos com diferentes classes texturais. 2011. viii, 72 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2011.

Itens relacionados