Avaliação de metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorok. para o controle de Fidicinoides pronoe (Cicadidae) e sua compatibilidade com produtos fitossanitários utilizados na cultura do café

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004-07-27

Orientador

Batista Filho, Antonio

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Neste trabalho estudou-se a patogenicidade de alguns isolados de Metarhizium anisopliae à cigarra do cafeeiro Fidicinoides pronoe. Além disso, utilizou-se o isolado IBCB 348 para determinação da CL90 e avaliação da compatibilidade do fungo com produtos fitossanitários empregados na cultura do café. Todos os isolados de M. anisopliae testados em cigarras do café foram patogênicos, causando mortalidades confirmadas de 50 %, com exceção dos isolados IBCB 410 e IBCB 348, que atingiram mortalidade de 60 %. Observou-se que a mortalidade foi maior nos 5 primeiros dias, havendo diminuição da mesma a partir do 6o dia. No teste de compatibilidade com produtos fitossanitários verificou-se que o fungicida oxicloreto de cobre, nas duas doses avaliadas (5.000g/ha e 2.000g/ha), resultou em maior produção de conídios e redução do crescimento vegetativo. O thiabendazole (35g/ha concentração mínima) e o hidróxido de cobre (5.000g/ha concentração máxima) não diferiram da testemunha quanto à produção de conídios. Já os produtos thiabendazole (1.500g/ha concentração máxima), benomyl (1.000g/ha), tebuconazole (100mL/ha), cyproconazole (200mL/ha) e mancozeb (5.000g/ha e 3.500g/ha) foram estatisticamente iguais entre si, mas apresentaram menor produção de conídios do que a testemunha. Através da fórmula de T, que avalia a compatibilidade dos produtos e sua toxicidade, o oxicloreto de cobre (2.000g/ha) e o thiabendazole (35g/ha) foram considerados compatíveis com M. anisopliae. Os demais fungicidas avaliados foram classificados como muito tóxicos e não apresentaram produção de conídios e crescimento vegetativo, com exceção de thiabendazole (1.500g/ha), que apresentou crescimento vegetativo. Quanto aos herbicidas avaliados, todos os produtos foram classificados como muito tóxicos nas concentrações testadas, afetando o crescimento vegetativo e a produção de conídios...

Resumo (inglês)

This paper deals with the pathogenicity of some isolates of Metarhizium anisopliae to the coffee cicada, Fidicinoides pronoe. Also, the isolate IBCB 348 were used to determine the LC90 and to evaluate the compatibility of this fungus with the pesticides used on the coffee crop. All M. anisopliae isolates were pathogenic to the coffee cicada, causing at least 50 % of confirmed mortality. The virulence of the fungus was higher in the first five days, decreasing after the sixth day. The fungicide copper oxicloreto, in both concentrations, resulted in higher production of conidia and reduction of vegetative growth. Thiabendazole (minimum concentration) and copper hydroxide (maximum concentration) led to conidia production similar to the control. Thiabendazole (maximum concentration), benomyl, tebuconazole, cyproconazole and mancozeb (both concentrations) showed lower production of conidia than the control. By using the T formula, which evaluate the compatibility of the pesticides and their toxicity, copper oxicloreto and thiabendazole were considered compatibles with M. anisopliae. The remaining fungicides were classified as very toxic and showed neither production of conidia nor vegetative growth, excepting thiabendazole (maximum concentration), which resulted in vegetative growth. All herbicides were very toxic to the fungus. Among the insecticides, thiamethoxam were considered compatible to M. anisopliae; the other products resulted in lower production of conidia and were considered from moderately to very toxic.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CINTRA, Erica Regina Rodrigues. Avaliação de metarhizium anisopliae (Metsch.) Sorok. para o controle de Fidicinoides pronoe (Cicadidae) e sua compatibilidade com produtos fitossanitários utilizados na cultura do café. 2004. vi, 46 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2004.

Itens relacionados