Teste de envelhecimento acelerado em sementes de ervilha forrageira

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-10-19

Orientador

Martins, Cibele Chalita

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A ervilha forrageira difere da ervilha comum quanto a cor do tegumento, ao elevado teor de aminoácidos e foi selecionada visando a alimentação animal. O objetivo do trabalho foi verificar a eficiência de testes de vigor, com ênfase no envelhecimento acelerado para a avaliação da qualidade de sementes de ervilha forrageira visando seleção de lotes para a emergência de plântulas em campo e longevidade no armazenamento. Foram utilizados 10 lotes de ervilha forrageira avaliados quanto ao teor de água, massa de mil sementes, teste da primeira contagem, germinação, condutividade elétrica, emergência de plântulas em campo e teste de envelhecimento acelerado com as seguintes variações de metodologia: temperaturas de 41 e 42 °C; tempos de exposição das sementes de 48 e 72 horas e umidade da atmosfera de envelhecimento, mediante a utilização de água destilada (100% UR), solução saturada de cloreto de potássio (87% UR) e solução saturada de cloreto de sódio (76% UR). Os resultados encontrados foram comparados à emergência de plântulas em campo e armazenamento pelos tempos de 90, 180, 270, 360, 450, e 540 dias. Os testes de envelhecimento acelerado com água à 41° C por 48 horas, cloreto de potássio a 41 °C por 72 horas e 42 °C por 48 horas: são promissores para avaliar o vigor de lotes de sementes de ervilha forrageira fornecendo informações semelhantes à emergência de plântulas em campo. Nenhum das variáveis do teste de envelhecimento avaliadas mostrou eficiência na seleção de lotes quanto ao desempenho no armazenamento

Resumo (inglês)

The pea pea differs common as the color of the coat, the high content of amino acids and was selected in order to feed. The aim of the study was to assess the efficiency of vigor tests, with emphasis on accelerated aging to assess the quality of pea seeds aimed selection of lots for field seedling emergence and longevity in storage. We used 10 batches of pea evaluated for water content, weight of thousand seeds, test the first count, germination, electric conductivity, seedling emergence in field and accelerated aging test with the following variations in methodology: temperatures of 41 and 42 °C; seeds exposure times of 48 and 72 hours and humidity aging, using distilled water (100% UR), saturated potassium chloride (87% UR) and saturated chloride sodium (76% UR). The results were compared to seedling emergence in field and storage for times of 90, 180, 270, 360, 450, and 540 days. The accelerated aging tests with water at 41 °C for 48 hours, potassium chloride at 41 °C for 72 hours and 42 °C for 48 hours: are promising to evaluate the effect of seed lots of pea similar information to seedling emergence in the field. None of the variables evaluated aging test showed efficiency in selecting lots for performance in storage

Descrição

Idioma

Português

Como citar

DOURADO, Wilson de Souza. Teste de envelhecimento acelerado em sementes de ervilha forrageira. 2012. viii, 51 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2012.

Itens relacionados