Demanda energética nas operações mecanizadas na silagem de milho no sistema de silo bag

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-09-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Associação Brasileira de Engenharia Agrícola (SBEA)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Foi avaliado o consumo energético das operações mecanizadas envolvidas na produção de silagem de planta inteira e silagem de grão úmido de milho, tendo como referência o processamento seco desse cereal. O ensaio foi conduzido na Fazenda Experimental Lageado, pertencente à Faculdade de Ciências Agronômicas, e nas instalações da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - UNESP, localizada no município de Botucatu - SP. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com parcelas subdivididas no tempo (três épocas de colheita: silagem de planta inteira, silagem de grão úmido e colheita de grãos secos), com 10 repetições. As análises estatísticas foram realizadas por meio do programa ESTAT, pelo teste de média de Tukey, a 5% de probabilidade. A silagem de planta inteira teve o maior consumo de combustível por área. A secagem dos grãos de 15,5% para 13% foi responsável por 87% do gasto de energia por área. A silagem de grão úmido demandou o menor uso de energia por área nas operações mecanizadas.

Resumo (inglês)

This work aims to evaluate the energy consumption of the mechanized operations involved in the silage production of entire plant and silage of humid maize, having as reference the dry processing of this cereal. The experiment was on Lageado Experimental Farm of the Agronomy School, and the Education Research and Production Farm, of the Veterinary School of - UNESP - São Paulo State University - Botucatu Campus. The experiment design was in randomized blocks with parts subdivided in time (three times of harvest: silage of entire plant, silage of humid grains and harvest of dry grains), with 10 repetitions. The statistical analyses were performed with ESTAT software, and Tukey test at 5% of probability. The highest fuel consumption per area was reported for the ensilage of entire plant. The highest energy demand per area was reported for the processing of dry grain, as drying is responsible for 87% of the energy expense. The ensilage of humid grain demanded the lesser use of energy per area in the mechanized operations.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Engenharia Agrícola. Associação Brasileira de Engenharia Agrícola, v. 29, n. 3, p. 424-430, 2009.

Itens relacionados

Financiadores