Prevalence of Candida spp. during radiographic examination in Diabetes mellitus patients

Resumo

INTRODUCTION: It is suggested that individuals with diabetes are more susceptible to Candida infections than healthy people, especially if periodontal infection is associated. OBJECTIVE: This study evaluated the prevalence of colonization by Candida spp. during radiographic examination in diabetic and non-diabetic patients. MATERIAL AND METHODS: Twenty-six patients with type 2 diabetes mellitus and 20 patients without diabetes mellitus, presenting chronic periodontitis and presence of Candida spp. in saliva were evaluated. During radiographic examination, samples of saliva were collected from: oral mucosa, conventional radiographic periapical film, digital x-ray sensor (CDR), and bite block of the receptor-positioning device. Colony forming units (cfu/mL) and identification of Candida yeasts were assessed. RESULT: Oral mucosa from both groups showed the highest colonization with Candida spp. if compared with others surfaces collected (p < 0.05). In diabetic patients, the mucosa of the upper left regions showed higher levels of colonization. In non-diabetic patients, the upper right molar region showed the highest level of colonization during the examination of the receptor-positioning device, the sensor and the non-sensitive film. Candida spp. levels in saliva were similar between diabetics (mean = 3.0 × 10(6)) and non-diabetics (mean = 3.8 × 10(6)). CONCLUSION: No difference in Candida spp. colonization (cfu/mL) in diabetics and non-diabetic patients was observed for the five collected surfaces and the simulated radiographic region. Candida albicans was the prevalent species of Candida spp. found on all the samples.
INTRODUÇÃO: Relata-se que indivíduos diabéticos são mais susceptíveis a infecções por Candida que indivíduos saudáveis, especialmente se doença periodontal estiver associada. OBJETIVO: Este estudo propôs avaliar a prevalência de colonização por Candida spp. durante o exame radiográfico em pacientes diabéticos e não diabéticos. MATERIAL E MÉTODO: Vinte e seis pacientes com Diabetes mellitus do tipo 2 e 20 pacientes sem Diabetes mellitus, apresentando periodontite crônica e Candida spp. na saliva, foram avaliados. Durante o exame radiográfico, amostras de saliva foram coletas: da mucosa oral, do filme radiográfico periapical convencional, sensor radiográfico digital (CDR) e bloco de mordida do posicionador de filmes. Unidades formadoras de colônia (cfu/mL) e identificação das leveduras do gênero Candida foram avaliadas. RESULTADO: A mucosa oral de ambos os grupos mostrou maior colonização por Candida spp. quando comparada com outras superfícies coletadas (p < 0.05). Nos pacientes diabéticos, a mucosa da região esquerda superior mostrou níveis mais altos de colonização. Nos pacientes não diabéticos, a região de molar superior direito mostrou o nível mais alto de colonização durante o exame no posicionador, no sensor e no lado do filme periapical que não fica voltado para a radiação X. Os níveis de Candida spp. na saliva foram similares entre diabéticos (média = 3.0 × 10(6)) e não diabéticos (média = 3.8 × 10(6)). CONCLUSÃO: Nenhuma diferença na colonização por Candida spp. (cfu/mL) em pacientes diabéticos e não diabéticos foi observada nas cinco superfícies coletadas e nas regiões radiográficas simuladas. Candida albicans foi a espécie prevalente de Candida spp. encontrada em todas as amostras.

Descrição

Palavras-chave

Periodontal diseases, diabetes mellitus, dental digital radiography, Doenças periodontais, diabetes mellitus, radiografia dentária digital

Como citar

Revista de Odontologia da UNESP. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, v. 42, n. 1, p. 13-19, 2013.

Coleções