Indústria cultural e infância: uma análise da relação entre as propagandas midiáticas, o consumo e o processo formativo das crianças

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-09-05

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho busca compreender qual a influência da indústria cultural na infância, pensando, particularmente, nas propagandas televisivas e na formação das crianças com faixa etária entre 7 e 10 anos. Para tanto, faz um estudo acerca da infância na sociedade atual, onde a justaposição de um sistema fez com que se configurasse um panorama de espetáculos, no qual as imagens se perpetuam em detrimento do real, promovendo um monopólio da aparência. Nesse sentido, aponta para a tese de que existe um consumismo precoce presente na infância, que ganha maiores proporções com o apoio das propagandas midiáticas, em especial as exibidas pela televisão a qual todos têm acesso e que, direta ou indiretamente, apontam para a influência da indústria cultural no processo formativo das crianças. Para assegurar uma discussão sobre o conceito de indústria cultural, o trabalho se baseia, prioritariamente, no pensamento de Theodor W. Adorno – seu precursor – sob o referencial da Teoria Crítica, também emanada por pesquisadores contemporâneos que favoreceram esse estudo. A pesquisa situa ainda a infância, discutindo algumas de suas concepções e delineando uma nova concepção amparada nas considerações de seus importantes pesquisadores. Para responder aos questionamentos levantados, optamos por uma pesquisa de caráter empírico, por meio da realização de um projeto envolvendo rodas de conversas e atividades realizadas diretamente com um grupo de crianças do 2° ano das séries iniciais do Ensino Fundamental. A partir desse projeto, concluímos que a Indústria Cultural influencia de maneira acentuada a formação das crianças que se identificam com as pessoas que possuem os mesmos ícones de consumo, gerando uma interferência na formação dos grupos. As conclusões ainda demonstram...
The present work aims to understand the influence of the cultural industry in childhood, thinking particularly in television advertising and the formation of children aged between 7 and 10 years old. To this end, a study were done concerning childhood in contemporary society, where the juxtaposition of a system has configured a panorama of shows, in wich the images have perpetuated in detriment of the real, promoting a monopoly of appearance. In this sence, it points towards the thesis that there is an early consumerism present in childhood, wich takes greater proportions with the support of media propaganda, specially those shown on television wich everyone has access to and, directly or undirectly, indicate the influence of cultural industry in the formative process of children. To ensure a discussion of the concept of a cultural industry, this work is based primarily on the thought of Theodor W. Adorno – its precursor – under the reference of Critical Theory, also issued by contemporary researchers who favored this study. The research also situates the childhood, discussing some of its conceptions and outlining a new conception supported on the consideration of its leading researchers. To answer the raised questions, we opted for an empirical character research, through the realization of a project involving wheels of conversation and activities carried out directly with a group of children of the 2nd year of the first grades of Brazilan elementary school. From this project, we conclude that the Cultural Industry influences sharply the formation of children who identify themselves with people who own the same consumption icons, generating an interference on the formation of groups. The conclusion also demostrate that shuch influences are brought to the inside of the school, so there is a bigger stimulus when students possess certain products

Descrição

Palavras-chave

Educação, Industria cultural, Infância, Sociedade de consumo, Consuption society, Education

Como citar

CARDOSO, Danielle Regina do Amaral. Indústria cultural e infância: uma análise da relação entre as propagandas midiáticas, o consumo e o processo formativo das crianças. 2011. 130 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2011.