Avaliação dos efeitos do piretróide permetrina nas glândulas salivares de fêmeas de carrapatos Rhipicephalus sanguineus (Latreille, 1806) (Acari: Ixodidae)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Devido à grande importância médico-veterinária dos carrapatos e a ampla utilização de produtos químicos sintéticos para o seu controle, tais como a permetrina, o presente estudo trouxe uma análise morfofisiológica, citoquímica e da reorganização do citoesqueleto durante os processos de degeneração e de morte celular que ocorreram nas glândulas salivares de fêmeas semi-ingurgitadas de carrapatos Rhipicephalus sanguineus quando expostas a 206, 1031 e 2062 ppm de permetrina. Os resultados obtidos mostraram que a permetrina é um potente agente químico que interfere na morfofisiologia do tecido glandular desta espécie, causando severas alterações na forma dos ácinos, bem como intensa vacuolização citoplasmática nas células acinares e acentuada desorganização do tecido glandular, culminando num avançado processo de degeneração, com consequente formação de corpos apoptóticos. Além disso, este piretróide comprometeu a capacidade de secreção das glândulas salivares, visto a drástica redução de proteínas, lipídeos e polissacarídeos nas diferentes células acinares. O material genético do tecido glandular também mostrou severas alterações induzidas pela permetrina, tais como: na forma e no tamanho do núcleo das células acinares, marginalização da cromatina, fragmentação nuclear, bem como surgimento de núcleos picnóticos, principalmente quando aplicadas as maiores concentrações do produto. Com relação à reorganização do citoesqueleto, os resultados revelaram que a permetrina foi capaz de modificar o citoesqueleto das glândulas salivares de R. sanguineus por meio de um processo gradual de desintegração à medida que as concentrações do acaricida aumentaram. Nestas células glandulares, os processos de morte celular ocorreram num ritmo mais acelerado do que em condições naturais, nas quais esse processo dar-se-ia somente no final do ingurgitamento da fêmea. Como consequência da...

Descrição

Palavras-chave

Ácaro, Carrapato - Morfologia, Piretroides, Glandulas salivares

Como citar

NODARI, Elen Fernanda. Avaliação dos efeitos do piretróide permetrina nas glândulas salivares de fêmeas de carrapatos Rhipicephalus sanguineus (Latreille, 1806) (Acari: Ixodidae). 2013. 86 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado e licenciatura - Ciências Biológicas) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2013.