Aplicação da técnica de análise de textura em imagens por ressonância magnética como uma nova ferramenta para o estudo de alterações do disco articular de articulações temporomandibulares em indivíduos portadores de cefaleia migrânea

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-06-28

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Analisar a técnica de análise de textura (AT) dos discos articulares, em imagens de ressonância magnética (RM) das articulações temporomandibulares (ATM), para identificar alterações em indivíduos com cefaleia do tipo migrânea (MI), relacionando com presença de desarranjos internos. Foram selecionados 30 exames de RM das ATM, 15 de indivíduos sem MI ou qualquer tipo de cefaléia (grupo controle), 15 diagnosticados como portadores de MI, as imagens parassagitais ponderadas em T1 e T2, em boca fechada e máxima abertura bucal. Analisou-se nas imagens em T1, presença de desarranjos internos do disco, considerando-se posição e função. Para a AT dos discos articulares, utilizou-se imagens de RM ponderadas em T2, em boca fechada, e selecionados 03 cortes parassagitais consecutivos, e, por meio do software MaZda 3.20, o disco articular foi segmentado, com o intuito de determinar a região de interesse (ROI), onde foi feita a AT. O teste exato de Fisher foi utilizado para comparar os grupos em relação ao sexo, função e posição do disco. O teste de Mann-Whitney foi aplicado nos demais parâmetros. Não houve diferença entre os grupos em relação ao sexo (p-valor = 0,989; teste exato de Fisher). Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos em relação à idade (p-valor = 0,651; teste de Mann-Whitney). O grupo MI apresentou mais discos deslocados (p-valor = 0,009; teste exato de Fisher) e mais funções alteradas (discos não reduzidos) (p-valor = 0,007; teste exato de Fisher). Para AT, o grupo MI apresentou diferenças em alguns parâmetros comparado ao grupo controle. A técnica da análise de textura dos discos articulares em indivíduos com cefaleia migrânia apresenta um potencial em se determinar o comportamento dos desarranjos de discos, com ênfase aos valores dos parâmetros de contraste, entropia e correlação.
Analyze the technique of texture analysis (TA) of the articular discs, in magnetic resonance imaging (MR) of the temporomandibular joints (TMJ), to identify changes in individuals with migraine headache (MI), relating it to the presence of internal disorders. Thirty MR exams of TMJ were selected, 15 of individuals without MI or any type of headache (control group), 15 diagnosed as having MI, T1 and T2-weighted parasagittal images, with closed mouth and maximum mouth opening. The presence of internal disc disorders was analyzed in the T1 images, considering position and function. For the TA of the articular discs, T2-weighted MR images were used, in a closed mouth, and 03 consecutive parasagittal slices were selected, and, using the MaZda 3.20 software, the articular disc was segmented, in order to determine the region of interest (ROI), where the TA was performed. Fisher's exact test was used to compare groups in terms of sex, function and disc position. The Mann-Whitney test was applied to the other parameters. There was no difference between the groups in terms of sex (p-value = 0.989; Fisher's exact test). No significant differences were found between the groups in terms of age (p-value = 0.651; Mann-Whitney test). The MI group had more displaced disks (p-value = 0.009; Fisher's exact test) and more altered functions (non-reduced disks) (p-value = 0.007; Fisher's exact test). The technique of texture analysis of the articular discs in individuals with migraine headache has the potential to determine the behavior of disc derangements, with emphasis on the values of the parameters of contrast, entropy and correlation.

Descrição

Palavras-chave

Articulação temporomandibular, Artropatia, Cefaleia, Enxaqueca, Ressonância Magnética, arthropathy, headache, magnetic resonance image, migraine, temporomandibular joint

Como citar