Estética da mercadoria e obsolescência: um estudo da indução ao consumo no capitalismo atual

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-08-30

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este trabalho tem como objeto de pesquisa a análise das induções objetivas e subjetivas provocadas pelo capital através da manipulação das mercadorias. Ou seja, o objetivo dessa pesquisa foi tentar entender como foram e são utilizadas as medidas estratégicas de aceleração da circulação econômica da mercadoria, em específico: 1. a questão dos caminhos tomados pela publicidade para realçar a estética da mercadoria e impulsionar o consumidor ao mercado, e 2. a questão da taxa de utilização decrescente do valor de uso da mercadoria, que corresponde ao processo de obsolescência dos produtos, gerando a descartabilidade e impulsionando o consumidor a novas aquisições por meio da relação de troca.É nesse processo que se dará então a subsunção das necessidades humanas pelas necessidades de reprodução do capital. É de conhecimento de todos que estudam criticamente o capitalismo que seu processo de produção já inverte esta relação de necessidades. Neste caso, o objetivo da produção capitalista não é o valor de uso, mas o valor de troca. Para atingir seu objetivo de valorização e reprodução, o capital utiliza-se de diversas formas de obsolescência para induzir os homens ao consumo, encurtando assim o ciclo produtivo do capital. Desse modo, norteado pela lógica da lucratividade, seja um vaso de flores ou uma granada de mão, seja na satisfação de necessidades básicas ou na guerra, o capital indistintamente só vislumbra possibilidades de sua reprodução. Fazendo com que sua vida útil seja reduzida, os bens duráveis se desgastam mais rapidamente e o capital tem um aumento artificial na demanda. O que nos chama a atenção para a análise é o fato de que a destruição - do ponto de vista humano - é considerada como fonte de crescimento e reprodução do ponto de vista do capital. Aparecendo constantemente aliado a este fator, temos também a manipulação...
This work has as research object the analyse of the objective inductions and subjective provide by capital through the manipulation of the merchandise. So, the objective these research was to tempt understand as had been and are utilizeds the strategical measures of acceleration of the economic circulation of the merchandise, in specific: 1. the question of paths required by publicity to raise the aesthetic of the merchandise and excite the distressing to the market, and 2. the question of the rate of decreasing use of the value of use of the merchandise, that correspond to the process of the obsolecense of the products, creating the discarding and exciting the distressing the new acquisitions through exchange relation`s. I`ts in this process so that will succeed the submission of the necessities human beings for the necessities of reproduction of the capital. I`ts of the knowledge of all that study the capitalism criticalment that your process of production already invert this ralation of necessities. Thus, the objective of production capitalist it is not use value`s, but the exchange value`s. For to reach your objective of valuation and reproduction, the capital utilize itself of the forms several of obsolecense for induce the men to the consumption, restraing so the cycle productive of capital. Thus, guided by logic of the profitability, whether a vase flowers or a hand grenade, whether in the satisfation of the necessities basic or in the war, the capital only indistinctment faintly possibilities of the your reproduction. Making with that his useful life whether reduced, the properties durable itself consume more quickly and the capital have a artificial addition of the demand. What that call us the atention for the analyse is the fact of that the destruction - of the human point view - is considered like source of increasing and reproduction of the capital... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Sociologia, Economia, Consumidores, Consumo (Economia), Mercadorias

Como citar

ANDRADE, Vanessa Batista de. Estética da mercadoria e obsolescência: um estudo da indução ao consumo no capitalismo atual. 2007. 119 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, 2007.