Qualidade espermática de sêmen de cães naturalmente infectados por Leishmania sp:

Resumo

Avaliaram-se alterações espermáticas associadas à infecção por leishmaniose no sêmen de cães naturalmente infectados, utilizando-se, durante oito semanas consecutivas, ejaculados de seis cães soronegativos e seis cães soropositivos. As amostras foram colhidas uma vez por semana e avaliadas quanto ao volume, concentração, motilidade, vigor, morfologia espermática, integridade da cromatina, avaliação simultânea da integridade da membrana plasmática, acrossoma e potencial mitocondrial. Concomitantemente foram dosadas a proteína total do plasma seminal e sanguíneo. A leishmaniose visceral causou aumento dos defeitos maiores e menores nos espermatozoides dos animais acometidos pelo estágio moderado a severo da doença. em estágios mais avançados da enfermidade, a integridade das membranas acrossomal e plasmática foi afetada negativamente. Não foi possível estabelecer um critério quanto à avaliação do potencial mitocondrial. A incidência de alterações morfológicas nos animais acometidos não promoveu aumento de injurias à cromatina. Todos os animais com leishmaniose apresentaram hiperproteinemia do sêmen.
The spermatic changes associated with the natural infection in dogs by Leishmania sp was evaluated during eight consecutive weeks, using ejaculates of six seronegative and six seropositive dogs. The samples were collected once a week and evaluated for volume, concentration, motility, vigor, sperm morphology, chromatin integrity, simultaneous evaluation of the plasmatic membrane integrity, acrosome, and mitochondrial potential. The total proteins of the seminal plasma and blood were measured. The visceral leishmaniasis caused increase of major and minor defects in spermatozoa of animals attacked by moderate to severe stages of the disease. In more advanced stages of the illness, the acrosomal and plasmatic membranes integrity was adversely affected. It was not possible to establish a pattern refering the evaluation of the mitochondrial potential. The incidence of morphological changes in the seropositive animals did not promote an increase of injuries to the chromatin. All animals with leishmaniasis presented hyperproteinemia of the semen.

Descrição

Palavras-chave

cão, leishmaniose visceral, sêmen, hiperproteinemia, dog, visceral leishmaniasis, semen, hyperproteinemia

Como citar

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária, v. 62, n. 3, p. 609-614, 2010.