Adesividade de cimentos endodônticos às paredes do canal radicular

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-06-26

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este estudo teve como objetivo comparar in vitro, por meio do teste push-out, a adesividade de diferentes cimentos endodônticos às paredes do canal radicular de dentes extraídos de humanos. Os cimentos testados foram: Endofill, AH Plus, Epiphany, Activ GP, cimento endodôntico experimental (derivado da mamona - Polifil), MTA branco, MTA acrescido de CaCl2 e Endo CPM Sealer. Para o estudo foram utilizados 40 dentes unirradiculados de humanos, os quais tiveram as suas coroas seccionadas na junção amelocementária e as raízes incluídas em resina. Os dentes foram cortados transversalmente, sendo selecionadas três fatias de 2 mm de cada raiz. Em seguida, com o uso de uma broca tronco-cônica acoplada em delineador, os canais foram preparados e limpos com EDTA 17% em ultra-som por 3 minutos. Os corpos-de-prova foram distribuídos aleatoriamente em oito grupos (n=15), cada um contendo cinco fatias de cada porção radicular (cervical, média e apical). Após o preenchimento com os materiais em estudo, os espécimes foram mantidos por 48 horas a 37ºC, sendo então submetidos ao teste push-out em uma máquina de ensaio mecânico. Após o teste mecânico, as paredes radiculares foram examinadas em lupa estereoscópica com aumento de 40X, para avaliação do padrão de fratura (coesiva, mista ou adesiva). Os dados obtidos foram submetidos aos testes ANOVA e Tukey, com nível de significância de 5%. Para a análise do padrão de fratura, foi utilizado o teste Kruskal-Wallis, complementado pelo teste de Dunn, com nível de significância de 5%. Os resultados demonstraram os seguintes valores médios de adesão à dentina para cada cimento...
The aim of this in vitro study was to compare, using the push-out test, the adhesiveness among different endodontic sealers and the root dentin canal walls of extracted human teeth. The tested sealers were: Endofill, AH Plus, Epiphany, Activ GP, experimental endodontic sealer (derived from castor oil - Polifil), white MTA, MTA with calcium chloride and Endo CPM Sealer. Forty human single root teeth were used. The crowns were cut in the amelocemental junction and the root portions immersed in resin. Each root was transversally sliced, being selected three discs of 2 mm from each root. Following this, the root canals were prepared using a conic drill connected to a delineator and cleaned with 17% EDTA in an ultra-sonic cleaner for 3 minutes. The specimens were randomly divided into eight similar groups (n=15), containing five slices of each root portion (cervical, medium and apical). The specimens were filled with the studied materials, and maintained for 48 hours at 37ºC. Then, they were submitted to the push-out test. After the mechanical test, the root walls were evaluated in a stereoscopic microscope with a 40X magnification level, in order to evaluate the bond failure (cohesive, mixed or adhesive). The obtained data were submitted to ANOVA and Tukey tests, with the level of 5% of significance. For the bond failure analysis, it was used the Kruskal-Wallis test, complemented by Dunn’s test, with a level of 5% of significance. The results demonstrated the following medium values of dentin adhesion for each sealer, in MPa: Endofill - 3,32 + (1,04); AH Plus - 6,26 + (2,29); Epiphany - 10,63 + (2,50); Activ GP - 1,08 + (0,22); Polifil - 5,28 + (1,01); white MTA - 2,16 + (0,94); MTA increased of calcium chloride... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Dentina, Cisalhamento - Resistência, Cimentos dentários - Adesividade, Dental cements - Adhesiveness, Dentin, Shear strenght

Como citar

BEZZON, Fernando. Adesividade de cimentos endodônticos às paredes do canal radicular. 2008. 90 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araraquara, 2008.