Caracterização dos portadores de hipertensão e diabetes atendidos nas Unidades Básicas de Saúde da cidade de Agudos e avaliação da associação entre nível de atividade física e fatores de risco cardiovascular, qualidade de vida e comorbidades

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-08-22

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

As doenças cardiovasculares são atualmente responsáveis por 32% do total de óbitos no Brasil e a hipertensão arterial sistêmica (HAS) é considerada um dos principais fatores de risco. A HAS raramente ocorre de forma isolada e geralmente está associada a outros fatores de risco como a diabetes mellitus, obesidade e o sedentarismo, que são potencialmente modificáveis com a atividade física. A associação dos fatores de risco, sedentarismo e baixo nível de atividade física atuam negativamente na qualidade de vida dos pacientes. Avaliar a associação entre o nível de atividade física e fatores de risco cardiovascular, qualidade de vida e comorbidades dos pacientes do Programa Hiperdia em Agudos. Foram avaliados 200 pacientes hipertensos e diabéticos. Os participantes responderam o Questionário Internacional de Atividade Física, que avalia o nível de atividade física e o SF-36, que avalia a qualidade de vida. Os pacientes foram divididos em quatro grupos conforme a classificação do nível de atividade física (G0: sedentários/GI: irregularmente ativos B/GII: irregularmente ativos A/GIII: ativos). Os grupos foram semelhantes quanto à raça, aspectos sociais, exames físicos, antecedentes de hipertensão, dor, tabagismo e etilismo. Apresentaram diferença estatisticamente significante quanto à idade, sexo, profissão, passado de acidente vascular encefálico, internação por insuficiência cardíaca, diabetes mellitus, adesão aos medicamentos e HDL. Em relação às dimensões da qualidade de vida, os grupos se diferenciaram quanto à capacidade funcional, limitações físicas e estado geral de saúde. Houve associação positiva entre o nível de atividade física e qualidade de vida, mesmo ajustando-se para as variáveis de confusão. O maior nível de atividade física associou-se positivamente a melhor qualidade de vida...
Cardiovascular diseases are currently responsible for 32% of total deaths in Brazil and hypertension (HAS) is considered one of the main risk factors. The HAS rarely occurs in isolation and is usually associated with other risk factors such as diabetes mellitus, obesity and physical inactivity, which are potentially modifiable with physical activity. The association of risk factors, physical inactivity and low level of physical activity act negatively on the quality of life of patients. To evaluate the association between physical activity level and cardiovascular risk factors, quality of life and patient’s comorbidities of Hiper-day Program in Agudos. We evaluated 200 diabetic and hypertensive’s patients. Participants responded to the international physical activity questionnaire, which assesses the level of physical activity and the SF-36, which evaluates the quality of life. The patients were divided into four groups according to the classification of the level of physical activity (G0: sedentary/GI: irregularly active B/GII: irregularly active A /GIII active). The groups were similar regarding race, social aspects, physical exam, high blood pressure in the past, pain, smoking and alcoholism. Showed statistically significant difference as to age, sex, profession, history of stroke, hospitalization for heart failure, diabetes mellitus, adherence to medications and HDL. Related to the dimensions of quality of life, the groups were different with regard to functional capacity, physical limitations and general state of health. There was positivity association between the level of physical activity and quality of life, even adjusting for confounding variables. the highest level of physical activity was associated with the best quality of life, even after excluding the patients... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Hipertensão, Diabetes, Exercícios físicos - Uso terapêutico, Qualidade de vida, Comorbidade, Sistema cardiovascular - Fatores de risco, Cardiovascular system - Diseases - Patients

Como citar

NUNES, Grace Fernanda Severino. Caracterização dos portadores de hipertensão e diabetes atendidos nas Unidades Básicas de Saúde da cidade de Agudos e avaliação da associação entre nível de atividade física e fatores de risco cardiovascular, qualidade de vida e comorbidades. 2012. 105 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2012.