Efeito de valores discrepantes em grupos de contemporâneos na predição dos valores genéticos

Resumo

Foram simuladas nove populações, cada uma com cinco replicações da variável ganho médio diário (GMD1) com distribuição normal e média 100, variando o tamanho dos grupos e os desvios-padrão. Cada replicação foi dividida de modo a formar grupos que representariam grupos de contemporâneos (GC) e de progênie dentro de GC. Cada GC tinha dez pais. Obtiveram-se três conjuntos: o conjunto 1 com 1.000 grupos de contemporâneos (GC), cada um com 100 observações e dez observações por pai; o conjunto 2, com 2.500 GC, 40 observações e quatro observações por pai; e o conjunto 3, com 5.000 GC, 20 observações e dois filhos por pai. em cada população, gerou-se GMD1, a qual foi transformada em outra variável, da seguinte forma: DIAS1 = 100/GMD1. Calcularam-se para cada pai, dentro de cada GC, as contribuições de cada GC ao valor de cada pai, para GMD1 (Cx) e DIAS1 (Cy). Os efeitos do máximo e da média de DIAS1 no grupo sobre o valor absoluto de Cy foram significativos, mas o R² foi baixo (máximo de 16%). O mínimo de DIAS1 não influenciou o valor de Cy. O máximo e o mínimo de GMD1 sobre Cx foram significativos, mas os R² foram muito baixos (máximo de 2%). A média não influenciou Cx. em grupos de contemporâneos com um animal com valor de GMD muito baixo, o valor de DIAS desse animal será relativamente muito mais alto, o que afetará a média do grupo e os valores de todos os animais do grupo. Esse efeito se refletirá na avaliação de seus pais e será mais uma importante fonte de erros na avaliação genética do rebanho. Assim, a utilização de DIAS em substituição ao GMD como critério de seleção para o melhoramento de bovinos é contra-indicada, pois deverá reduzir a possibilidade de ganho genético para crescimento.
Nine populations, with five replications each, were simulated for average daily gain (GMD1) assuming normal distribution, average 100, and different group sizes as well as standard deviations. Each replication was divided into three different sets of contemporary (CG) and progeny groups. The first set (I) was formed by 1,000 contemporary groups, 100 observations each and 10 progenies/sire. The second set (II) included 2,500 CG, 40 observations and 4 progenies/sire. The third set (III) consisted of 5,000 CG, 20 observations and two progenies/sire. The number of records per group and sire and the number of sires per group varied within the same set. In each population, GMD1 was transformed by DIAS1=100/GMD1. The contribution of CG to sire breeding value predictions were calculated for GMD1 (Cx) and DIAS1 (Cy). The maximum and the average of DIAS1 effects on Cy absolute value were significant, but the R² were low (maximum of 16%). The minimum value of DIAS1 has not influenced Cy. The maximum and the minimum of GMD1 on Cx were significant, but the R² were very low (maximum 2%). The GMD1 average has not affected Cx. The effect of the minimum value of DIAS1 was important to determine the CG effect on breeding value of sires with progeny in the set. A very low value of GMD1 for an animal corresponds to a high value of DIAS1 and affects the values of the other animals and the CG average. This effect has an impact on the evaluation of their sires and will be an important source of error in the genetic evaluation of the herd. Thus, the replacement of GMD1 by DIAS1 as selection criteria for growth is not recommended because it will reduce the possibility of genetic gain.

Descrição

Palavras-chave

critérios de seleção, ganho de peso médio diário, heterogeneidade de variâncias, average daily weight gain, heterogeneity of variance, selection criteria

Como citar

Revista Brasileira de Zootecnia. Sociedade Brasileira de Zootecnia, v. 36, n. 4, p. 807-812, 2007.