Ao pé da página: o espaço tipográfico do folhetim na imprensa paulistana (1851-1946)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-08-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho teve por objetivo conceituar o espaço folhetim e analisar a sua trajetória na imprensa paulistana ao longo de quase um século. Ainda que não seja possível afirmar com segurança qual foi o primeiro jornal de São Paulo a veicular o espaço folhetim, é certo que o Correio Paulistano e O Estado de S. Paulo, periódicos fundados na segunda metade do XIX, são exemplos significativos dos diferentes sentidos assumidos pelo que aqui se conceitua como espaço folhetim. Utilizando-se como fonte esses títulos, bem como a Folha da Noite e a Folha da Manhã, que vieram a público já no século XX, pretendeu-se compreender a trajetória desse espaço, desde o seu aparecimento, passando pelas transformações que conheceu ao longo do tempo até ser abandonado pelos jornais. Tratou-se de distinguir os gêneros textuais que ai foram publicados e as diferentes marcas tipográficas que os acompanharam, bem como a sua migração para outras páginas dos jornais. Ao longo da pesquisa foi possível identificar uma variante do gênero ainda muito pouco estudada pela nossa historiografia, o folhetim cinematográfico, que consistia na distribuição impressa de episódios em exibição nas telas do cinema, o que fazia do espectador também um leitor.
This study aimed to conceptualize the serial space and analyze its trajectory in the São Paulo press over nearly a century. Although it is not possible to say with confidence what was the first newspaper from Sao Paulo to serve the serial space, it is certain that the Correio Paulistano and O Estado de S. Paulo, periodicals founded in the second half of the nineteenth, are significant examples of different directions undertaken so here is conceptualized as a space feuilleton. Using as source of these securities, as well as the Folha da Noite and Folha da Manhã, made public in the twentieth century, it sought to understand the history of this area, since its inception, through the transformations over time to be abandoned by newspapers. This was to distinguish the genres that there were published and the different typographic marks that accompanied them, and their migration to other pages of the newspapers. During the research it was possible to identify a variant of the genre still very little studied by our historiography, the film serial, which was printed in the distribution of episodes featured on the big screen, which made the viewer also a reader.

Descrição

Palavras-chave

Folhetim, Imprensa paulistana, O Estado de S. Paulo, Correio Paulistano, Folha da Noite, Folha da Manhã, Feuilleton, São Paulo press

Como citar