A Cidadania no espaço público e privado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-08-07

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O estudo aqui apresentado é uma investigação a respeito da cidadania. Inicialmente nossa análise se baseia num enfoque sócio-histórico-conceitual, uma vez que refletimos sobre a origem e evolução da cidadania numa perspectiva histórica, tanto no âmbito mundial quanto nacional. Ademais, apresentamos, laconicamente, alguns aspectos da cidade onde efetuamos o trabalho de campo e posteriormente analisamos o conceito de cidadania. Em seguida, nossa abordagem se consubstanciou em perquirir sobre as dificuldades e possibilidades de existência da cidadania, no espaço público e privado, para famílias de classes populares. Para tanto, baseamo-nos em depoimentos e nas condições sociais de seis famílias moradoras num bairro periférico da cidade de Presidente Prudente. O presente estudo tem como fio condutor a análise da ideologia relacional que faz parte da cultura popular - e à sobrevivência material dos sujeitos desta pesquisa. Assim, os principais empecilhos para existir cidadania, na esfera privada, se devem à presença dominante da referida ideologia, juntamente com as inúmeras privações de ordem material, às quais destacamos àquelas que se circunscrevem à moradia e ao bairro periférico. No tocante às possibilidades de haver cidadania, no espaço privado, enfoca o poder feminino, com a dimensão afetiva e a questão da solidariedade. Contudo, a cidadania não é realizada em razão da unilateralidade do poder feminino; pelo fato da esfera afetiva contribuir e reforçar tendências assimétricas em ambos os cônjuges e; somente a solidariedade não é suficiente para se garantir cidadania. Com relação à cidadania no espaço público, os obstáculos são infinitamente maiores do que as possibilidades para a sua realização, seja pela cultura política do favor (que tem afinidade com a ideologia relacional), seja pela presença marcante da ideologia relacional, da opressão e exploração no espaço do trabalho.
The study present here is an investigation about citizenship. Initially our analysis is based on social-historical conceptual focus, since qe hare reflected on the origin and evolution of the citizenship on a perspective, as on the word as on the national ambit. Moreover, we present laconically some aspects of the city where we have performed the field work and afterwards we have analyzed the citizenship concept. Afterwards, our broach is consubstantiated on the analysis respecting the difficulties and possibilities of the citizenship existence, at the public and private space for the popular class families. For this, we have based on the declaration and the social conditions of six families who live in the peripherical district in the city of Presidente Pr. The present study has as a conductor thread the analysis about the relational ideology that is related to the popular culture and the material survival of the subjects on this research. Thus, the main hindrances to make citizenship exist on private sphere, is due to the dominant present of referred ideology along with the numberless privations of material sort, which we emphasize the ones that are encircled to the housing and the peripherical district. Concerning the possibilities to have citizenship, on the private space, it is related whit the feminine power, with the affective dimension and the matter of solidarity. However, the citizenship isn t performed in reason for the unilaterality of the feminine power; for the fact of the affective sphere contribute and reinforce asymmetrical in both married people and; only solidarith isn t enough to guarantee citizenship. Concerning the citizenship on the public space, the obstacles are infinitely bigger than the possibilities for its relation, as for the political culture of the favor (that has affinity with the relational ideology) as for the remarkable presence of the relational ideology, the oppression and exploration on the work space.

Descrição

Palavras-chave

Cidadania - História - Brasil, Família - Classes sociais, Cidadania, Ideologia relacional, Ideologia individualista, Público e privado, Família, Classes populares, Cultura popular, Citizenship, Relational ideology, Individualist ideology, Public and private, Family, Popular classes, Popular culture

Como citar

LUIZ, Lindomar Teixeira. A Cidadania no espaço público e privado. 2006. 176 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de História, Direito e Serviço Social, 2006.