Performance and morphology of intestinal mucosa of broilers fed mannan-oligosaccharides and enzymes

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-04-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Escola de Veterinária

Resumo

Avaliaram-se o desempenho e a morfologia da mucosa intestinal de frangos de corte alimentados com mananoligossacarídeos (MOS) e enzimas (E) até os 21 dias de idade. Utilizaram-se 750 pintainhos de um dia em delineamento experimental inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 2 x 2 + 1 (dois níveis de MOS - 0 e 0,1%, dois níveis de E - 0 e 0,05% e uma dieta controle positivo com antibióticos) totalizando cinco tratamentos com cinco repetições cada. A interação MOS x E foi significativa para o perímetro de altura de vilos no duodeno (P<0,02 e P<0,02) e no íleo (P<0,04 e P<0,05), sendo os valores menores observados na mucosa das aves alimentadas com dietas não-suplementadas. A dieta contendo MOS determinou aumento no perímetro dos vilos no jejuno (P<0,05). Comparado com o grupo controle positivo, o perímetro (P<0,02) e a altura (P<0,005) dos vilos e a profundidade de cripta (P<0,02) no duodeno das aves do tratamento com MOS foram maiores. As aves que consumiram dietas com MOS e/ou E não tiveram melhor desempenho, mas maiores perímetros e alturas de vilos foram observados na mucosa intestinal dessas aves.
The performance and the morphology of intestinal mucosa of broilers fed mannan-oligosaccharides (MOS) and enzymes (E) from one to 21-day-old were evaluated using 750 one-day-old chicks, assigned to a 2 x 2 + 1 factorial design - two levels of MOS (0 and 0.1%), two levels of E (0 and 0.05%) plus an antibiotic positive control diet - performing five treatments of five replications each one. MOS x E interaction was significant for both duodenal (P<0.002 and P<0.002) and ileal (P<0.04 and P<0.05) perimeters and heights of villi, being the values lower in the mucosa of birds fed non-supplemented diets. MOS based-diet determined an increase on perimeter of jejunal villi (P<0.05). Compared with antibiotic treatment group, villi perimeter (P<0.02) and height (P<0.005), and crypt depth (P<0.02) of duodenum of broiler fed MOS were higher. Broilers fed MOS and/or E did not perform better, but higher villi perimeter and height were observed in the intestinal mucosa of those birds.

Descrição

Palavras-chave

Broiler, Nutrition, Enzymes, prebiotic, Frangos de corte, Enzimas, Nutrição, Prebiótico

Como citar

Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária, v. 60, n. 2, p. 442-448, 2008.