A vulnerabilidade social e a relação com doenças negligenciadas e infecções sexualmente transmissíveis

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-01-14

Orientador

Casatti, Lilian
Martins, Raul Aragão

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Ciências Biológicas - IBILCE

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The Supervised Curricular Internship III is a mandatory subject of the courses that present the Licentiate modality. This is essential for teachers to know the challenges of teaching and acquire experience in the area, contextualizing the curriculum and developing as citizens and professionals. This internship was developed with eighth grade students at a State School in the city of São José do Rio Preto, in two stages: observation and regency. The goal of the observation was to provide the interns with contact with the exercise of teaching in a pandemic period, and it was mainly through the monitoring of classes taught by the São Paulo’s Media Center, on Youtube. The regency took place remotely or in a hybrid way, and its theme was the relationship between Sexually Transmitted Infections (STIs) and Neglected Tropical Diseases (NTDs) with social vulnerability. Sexual Education can be defined as cultural processes present throughout life that direct individuals regarding the manifestation of sexuality. It is present in several environments, including the school, even if unconsciously. On the other hand, Neglected Tropical Diseases correspond to a group of tropical diseases with high incidence rates in South American, African and Asian countries, they are considered neglected because, despite being, for the most part, diseases that are easy to treat and prevent, they do not receive adequate attention from the competent bodies and institutions due to their focus of occurrences not being considered economically profitable regions. The regency led by the interns aimed to develop the topic of STIs and NTDs in their epidemiological, biological and social aspects, reinforcing the role of social inequality in the emergence of these diseases and highlighting the importance of environmental conservation, prevention and the “Sistema Único de Saúde” (SUS) in their fights.

Resumo (português)

O Estágio Curricular Supervisionado III é uma disciplina obrigatória dos cursos que apresentam a modalidade Licenciatura. Este é indispensável para que os professores conheçam os desafios da docência e adquiram experiência na área, contextualizando o currículo e se desenvolvendo como cidadãos e profissionais. O presente estágio foi desenvolvido com alunos do oitavo ano em uma Escola Estadual do município de São José do Rio Preto, em duas etapas: observação e regência. A observação teve como o objetivo proporcionar às estagiárias contato com exercício da docência em período pandêmico, e se deu principalmente por meio do acompanhamento das aulas ministradas pelo Centro de Mídias de São Paulo, no Youtube. Já a regência se deu de forma remota ou híbrida, e teve como tema a relação das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN) com a vulnerabilidade social. A Educação Sexual pode ser definida como processos culturais presentes durante toda a vida que direcionam os indivíduos quanto a manifestação da sexualidade. Está presente em diversos ambientes, inclusive o escolar, mesmo que inconscientemente. Já as doenças tropicais negligenciadas correspondem a um grupo de doenças tropicais com altas taxas de incidência em países da América do Sul, África e Ásia, são consideradas negligenciadas pois, apesar de, em sua maioria, serem doenças de fácil tratamento e prevenção, não recebem atenção adequada dos órgãos e instituições competentes em virtude de seus focos de ocorrências não serem considerados regiões rentáveis economicamente. A regência conduzida pelas estagiárias teve por objetivo desenvolver o tema das IST e DTN em seus aspectos epidemiológicos, biológicos e sociais, reforçando o papel da desigualdade social no surgimento dessas doenças e destacando a importância da conservação ambiental, da prevenção e do Sistema Único de Saúde (SUS) em seus combates.

Descrição

Idioma

Português

Como citar