Quando eu crescer quero ser como ele: adolescente, o tráfico de drogas e a função paterna

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-12-21

Orientador

Silva, Nelson Pedro da

Coorientador

Pós-graduação

Psicologia - FCLAS

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O envolvimento de adolescentes e até crianças como trabalhadores no tráfico de drogas vem aumentando nas últimas décadas no Brasil, e quiçá no mundo. A globalização contribuiu para que isto ocorresse, concomitante a organização dessa forma de crime, promovendo lucros consideráveis, a ponto de ser concebido como o segundo grande negócio mundial, atrás apenas do tráfico de armas. Decorrência: o tráfico contribuiu para que os jovens passassem a serem vítimas e também autores de ações de violência relacionadas a esta atividade. Com o presente trabalho, analisamos como se articulam, na constituição subjetiva, o trabalho dos adolescentes no tráfico de drogas e a função paterna. Tivemos a pretensão, ainda, de compreender se eles tiveram, ao longo de sua história, referências de autoridade que contribuíram para entrarem nela. Os adolescentes escolhidos foram os pertencentes às camadas sociais de baixa renda e que eram considerados trabalhadores do tráfico de drogas. Realizamos um estudo de casos múltiplos, por meio de entrevistas/conversas com tais adolescentes. Utilizamos, para a análise das informações, a teoria psicanalítica, na perspectiva da psicanálise extramuros, a qual prioriza a análise de um fenômeno social, considerando o contexto onde este ocorre e seus desdobramentos na subjetividade humana. Os resultados obtidos nos levaram a concluir que, para eles, tal atividade é o caminho mais provável, em nossa cultura para conquistarem reconhecimento social e sentimento de pertença ao mundo adulto e à sociedade...

Resumo (inglês)

The involvement of adolescents and even of children as workers in drug trafficking has been increasing in the last decades in Brazil, and perhaps in the world. Globalization has contributed for this to happen together with the organization of this type of crime, promoting considerable profit to such an extent that it is considered the world’s second greatest business, only staying behind weapon trafficking. Consequence: this kind of traffic contributed so that the youth has become not only the victim but also the author of violent actions related to this activity. With the present work we analyze the articulation, in the subjective constitution, between the adolescents works in drug trafficking and the paternal function. We also had the pretension to comprehend if they had, throughout their history, authority references that contributed to their entry in this business. The chosen adolescents were the ones that had a low income and were considered illegal drug trade workers. We realized an study of multiple cases through talks/interviews with these adolescents. We used, for the analysis of the informations, psychoanalytic theory, in the extended psychoanalysis perspective, which gives priority to the analysis of a social phenomenon, considering the context in which it occurs and its unfolding in human subjectivity. The results obtained led us to conclude that, for them, this activity is the likely way in our society to achieve social recognition and a sense of pertaining in the adult world and in a consumerist society. Drug trafficking works as a symbolic anchor for the boys... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

GRANER-ARAÚJO, Renata Cristina Engler. Quando eu crescer quero ser como ele: adolescente, o tráfico de drogas e a função paterna. 2009. 146 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2009.

Financiadores