De uma cultura política à Teologia da Libertação: as cartas do cárcere de Frei Betto e a ditadura civil-militar no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015-03-11

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

The goal of this dissertation is to understand the historical process that preceded and inspired the works of liberation theology. Observe that the set of principles that formed the basis of the work of professional theologians and summarized their aspirations emerged and was taken over by a particular group of young people, even before they emerge. Thus, the personal experience of Friar Betto is taken as the object of this research, because he is one of the most notorious members of this group. Seeks to grasp how the cultural climate of the 1960's, coupled with changes in the Catholic Church and the political landscape in Latin America, generated over more than a decade, and through various training spaces, a key reading the real , even gathering a body of ideas that later based elaborations this current theological and social action of its militants. To do so, we analyzed approximately 208 letters written by the Dominican friar in the period in which he was imprisoned (1969-1973), whose in 2008 were collected in the book Letters from Prison 1969 to 1973
O objetivo da presente dissertação é compreender o processo histórico que antecedeu e inspirou as obras da Teologia da Libertação. Observa-se que o conjunto de princípios que constituiu a base das obras dos teólogos profissionais e que resumiu suas aspirações surgiu e foi assumido por um grupo específico de jovens, antes mesmo que elas emergissem. Dessa forma, a experiência pessoal de frei Betto é tomada como objeto desta pesquisa, por ser ele um dos mais notórios integrantes desse grupo. Procura-se apreender de que maneira o clima cultural dos anos 1960, somado às mudanças na Igreja Católica e no horizonte político da América Latina, gerou ao longo de mais de uma década, e através de diversos espaços de formação, uma chave de leitura do real, reunindo um mesmo corpo de ideias que posteriormente embasou as elaborações dessa corrente teológica e a ação social de seus militantes. Para tanto, são analisadas, aproximadamente, 208 cartas redigidas pelo frade dominicano no período em que esteve preso (1969- 1973), cujas quais em 2008 foram reunidas no livro Cartas da Prisão 1969-1973

Descrição

Palavras-chave

Betto Frei 1944, Igreja Católica, Teologia da libertação, Cultura politica, Brasil - Historia - 1964-1985, Political culture

Como citar

SANTOS, Bruno Dias. De uma cultura política à Teologia da Libertação: as cartas do cárcere de Frei Betto e a ditadura civil-militar no Brasil. 2015. 106 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2015.